Comitiva de prefeitos da região Noroeste Paulista se envolve em acidente com vítima fatal

Assessoria de Imprensa de Jales

 

Uma comitiva da Prefeitura Municipal de Jales, que seguia para Brasília na madrugada dessa segunda-feira, se envolveu em um grave acidente na Rodovia MGC 497, a aproximadamente 15 KM do município de Prata.

Um veículo Gol que estava na pista contrária, perdeu o controle e atingiu o primeiro veículo da comitiva, onde estavam o motorista, a prefeita de Jales, Eunice Mistilides Silva (Nice) e a prefeita de Vitória Brasil, Ana Lúcia Olhier.

O Gol que continuou rodando na pista ainda atingiu um segundo veículo, onde estava a comitiva da Prefeitura de Ouroeste e o Vectra da PM Jales, onde estavam o motorista Aldo José Nunes de Sá, a Secretária Municipal de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, Sandra Gigante, o Secretário Municipal de Comunicação, Bruno Guzzo e a diretora de divisão, Neide Pereira da Silva Souza.

O condutor do Gol que invadiu a pista não resistiu aos ferimentos e faleceu. O passageiro do veículo está internado em estado grave. Todos das comitivas de Jales, Vitória Brasil passam bem e já seguem viagem para Brasília.

O prefeito e o vice-prefeito de Ouroeste, Sebastião Geraldo da Silva e Gilmar Lopes, respectivamente, foram levados para a Santa Casa de Prata, onde passaram por exames e também já seguem a caminho de Brasília.

  

Notícias de Jales – SP. Direto do blog do cardosinho.

PROJETO DA SANTA CASA DE JALES VENCE ‘PRÊMIO MÁRIO COVAS’

O projeto “Nasce Uma Criança, Plante Uma Árvore”, da Santa Casa de Jales, realizado em parceria com a Sabesp, é o vencedor do Prêmio Governador Mário Covas na categoria Inovação em Gestão Pública. O resultado foi divulgado no último dia 27 pelo site do prêmio: www.premiomariocovas.sp.gov.br. O projeto idealizado pelos funcionários da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) concorreu com outros 26 finalistas na categoria e foi o vencedor, juntamente com mais 10 projetos.

O superintendente regional da Sabesp, Antonio Rodrigues da Grela Filho, o Dalua, o gerente da Sabesp, Gilmar Rodrigues de Jesus, o analista de informática da Sabesp, Olímpio Adolfo e a técnica em gestão, Silvania Nogueira estiveram na terça-feira, dia 26, na Sala São Paulo, na capital, apresentaram o projeto aos finalistas e jurados do concurso e receberam o troféu da premiação.Para o técnico em segurança do trabalho e membro da CIPA da Santa Casa de Jales, Delvaci Trevisan, o prêmio foi uma surpresa e motivo de orgulho entre os funcionários do hospital. “Para mim é uma grande alegria, é o reconhecimento de uma iniciativa da CIPA pelo trabalho sócio-ambiental desenvolvido desde 2009 com muito carinho”, disse Trevisan.

Leia mais >>>>>>>>>>>aqui

DESTAQUES DOS JORNAIS

Estas foram as manchetes dos jornais locais, neste final de semana:

Folha Noroeste: “Vereadores vão votar projeto de lei que cria 100 vagas na Prefeitura”

Folha Regional: “Deputada anuncia a liberação de R$ 300 mil para recape e pavimentação asfáltica de vias públicas em Jales”

Jornal de Jales: “Prefeitura inaugura escola infantil de R$ 1 milhão em bairro carente”

A Tribuna: “Terceirização do lixo: Prefeitura já gastou R$ 8,3 milhões”

Na Folha Noroeste, o principal destaque é a votação do projeto de lei complementar 20, que cria empregos públicos para atender as atividades da Estratégia de Saúde da Família – ESF. Destaque também para Aspásia, onde o presidente da Câmara, Renan Medeiro Venceslau registrou um Boletim de Ocorrências contra dois de seus colegas – os vereadores Odenir Vieira e Rute Teodoro da Silva – que o teriam ofendido. O jornal traz também matéria com a manchete “Sacoleiros jalesenses são assaltados próximo a Matão”. Na coluna FolhaGeral, o editor registra que alguns experts em política local acreditam que a provável candidata Nice Mistilides poderá ter dificuldades para ampliar seu eleitorado numa possível campanha, uma vez que o seu partido – o PTB – não possui um bom quadro de candidatos a vereador

Leia mais >>>>>>>>>>>>>>aqui
PARINI, O ESTADISTA, FOI VAIADO EM QUERMESSE
Vejam só quanta ingratidão! Pelo menos duas fontes fidedignas me confidenciaram, hoje, que o nosso premiado prefeito Humberto Parini passou por um pequeno constrangimento, ontem, no bairro Santo Expedito. Consta que o prefeito, depois de dar um rasante pelo Yakissoba que estava sendo realizado no Nipo Jalesense, resolveu prestigiar com sua presença ilustre a quermesse que os moradores do Santo Expedito – com o objetivo de conseguir uns trocados para melhorias na igreja do bairro – promoviam na agitada noite de sábado.

Tudo estava indo muito bem, até que o leiloeiro e apresentador oficial do evento – o radialista Zicão Fação, da Rádio Assunção – resolveu convidar o prefeito….

Leia mais >>>>>>>>>>>>>> aqui

MESÓPOLIS: MINISTÉRIO PÚBLICO INSTAURA MAIS UMA AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONTRA PREFEITO

Já está ficando até meio enfadonho. O prefeito Tavinho Cianci, e sua turma, não conseguem ficar um mês sem produzir alguma notícia sobre as trapalhadas da administração de Mesópolis. Dessa vez o problema parece ter sido o pagamento indevido de horas extras a alguns assessores, inclusive à primeira-dama. Vamos à notícia:

O Ministério Publico de Jales instaurou mais uma Ação Civil Publica em face do prefeito de Mesópolis, Otavio Cianci, por pagar Regime Especial de Trabalho (horas extras) a funcionários ocupantes de cargos comissionado. Segundo o MP, o pagamento é um desrespeito à legislação em vigor, na medida em que viola normas do direito constitucional e administrativo.

Como já é de praxe, o diretor de planejamento, Moacir Pereira, está envolvido em mais essa pataquada. Segundo a promotoria, ele recebeu….

Leia mais >>>>>>>>>>>>aqui

PREFEITURA CONTRATA EMPRESA PARA AUDITORIA CONTÁBIL NA MERENDA ESCOLAR DE 2001 A 2005

O jornal Folha Regional, responsável pela publicidade dos atos oficiais da Prefeitura de Jales, publicou, neste final de semana, que a municipalidade está contratando, por R$ 25 mil, a empresa Trindade & Casemiro Auditoria Ltda, para analisar e elaborar relatório referente à merenda escolar servida entre os anos de 2001 e 2005. Nesse período, que inclui o primeiro ano do governo Parini, a alimentação escolar ainda era preparada e fornecida pelo município. Em 2006, sobreveio a terceirização.

A Prefeitura espera que, de posse do relatório a ser elaborado pela Trindade & Casemiro, ela possa fornecer as informações que estão sendo solicitadas pelo Ministério Público sobre o período anterior à terceirização. Sabe-se que a Prefeitura tentou responder a algumas perguntas da promotoria, mas não conseguiu, pois não tinha os números da merenda escolar…

Leia mais >>>>>>>>>>>>aqui

PREFEITURA DE JALES CONDENADA A PAGAR INDENIZAÇÃO A DONO DE VEÍCULO ATINGIDO POR GALHO

O juiz da 1a. Vara Judicial de Jales, Eduardo Henrique de Moraes Nogueira, condenou, em primeira instância, a Prefeitura de Jales ao pagamento de R$ 3.523,20, mais juros e correção monetária, ao senhor Antonio Rotta, cujo carro foi atingido, em 2009, por um galho de árvore na Praça “Euphly Jalles”. A Prefeitura foi condenada também ao pagamento das custas processuais e dos honorários advocatícios.

O senhor Antonio Rotta propôs uma ação de reparação de danos contra o Município de Jales, alegando que, em 28 de setembro de 2009, seu veículo Ford Fiesta, placas EKW 0802, estava estacionado na Praça “Euphly Jalles”, sob árvores e, durante forte chuva com ventania, a queda de um galho, por falta de poda periódica, causou-lhe danos diversos.

O juiz não concordou com a argumentação dos advogados da Prefeitura, que tentaram justificar….
Leia mais>>>>>>>>>>>>>aqui

TERCEIRIZAÇÃO DO LIXO: UMA CAIXA PRETA QUE AINDA ESTÁ POR SER ABERTA
Quem acompanha o noticiário político, de vez em quando se depara com notícias sobre ex-prefeitos condenados a, no mínimo, devolver dinheiro aos cofres públicos, por conta de problemas em licitações e na execução de contratos. Falando de Jales, engana-se quem imagina que a terceirização do lixo, por exemplo, está passando despercebida. Sem pressa e sem alarde, detalhes e informações vão sendo esmiuçadas. Normalmente, o resultado final dessas coisas demoram a chegar, mas, isso é certo, um dia chega.

Neste final de semana, uma matéria do jornal A Tribuna joga um pouco de luz sobre a terceirização do lixo. Alguns detalhes chamam a atenção, como, por exemplo, a questão da varrição manual das ruas. Segundo a reportagem de A Tribuna, no segundo semestre de 2008 a empresa Ecopav apresentou planilhas onde constavam a varrição de mais de 3.000 quilômetros/mês, ou seja, o dobro daquilo que estava estimado no contrato….

Leia mais >>>>>>>>>>>>>aqui
EMPRESA CONTRATADA PELA PREFEITURA PARA AUDITORIA NA MERENDA TEM APENAS TRÊS MESES DE EXISTÊNCIA

Tem gente que gosta de viver perigosamente! Quando eu vi que a Prefeitura tinha contratado, por R$ 25 mil, uma empresa especializada em assessoria contábil, com o objetivo de elaborar um estudo sobre a merenda escolar do período 2001/2005, eu logo imaginei que, a se julgar pelo preço, deveria ser um escritório com experiência e reputação internacionais.

Na dúvida, resolvi fazer uma consulta à internet e, para minha surpresa, descobri que a empresa não tem nem três meses de atuação. Segundo o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, a Trindade & Casemiro Auditoria, Contabilidade e Consultoria Ltda foi constituída no dia 09 de fevereiro de 2011, na pequena cidade de Turiúba(SP). São sócios da empresa, que foi registrada com um capital social de R$ 10 mil, os senhores João José Trindade e Péricles Casemiro Trindade….

Leia mais >>>>>>>>>>>>>>>>>aqui

#folhageral: Arrancou das mãos, Será Verdade?, Deixa prá nós, Consequências, Mais o que fazer, Só pros adversários, Aguarda parecer, Culpados ou inocentes, Complicado, Na promessa.

FOLHA GERAL

Da Redação do Jornal Folha Noroeste

Arrancou das mãos
O chefe de gabinete do prefeito, professor Léo Huber, não foi nada sutil no inicio desta semana, segundo comentaram lá no botequim da vila, ao tomar um papel das mãos do seu ex-colega de trabalho, Valdir José Cardoso. O papel continha algumas anotações que Cardosinho acabara de fazer sobre uma licitação realizada no início de 2008, quando ele ainda era o responsável pelo setor de licitações da Prefeitura.

Será verdade?
No dia 23 de novembro, o provedor da Santa Casa de Jales, José Devanir Rodrigues, o Garça, em sua chácara, deve recepcionar a imprensa jalesense oferecendo-lhe um coquetel e prestando aos caríssimos homens e mulheres de nossa mídia uma homenagem. Rumores dão conta que Garça deve deixar a provedoria do hospital no final do ano.

Deixa prá nós
E lá no botequim da vila, as conversas giraram em torno da CPI do Asfalto que teve dois relatórios. Um do relatado José Roberto Fávaro (PSDB) que não foi lido em plenário, e outro elaborado pelos vereadores Rivelino Rodrigues (PPS), presidente, e Pérola Cardoso (PT) vice da CPI. Embora os dois relatórios, segundo a vereadora Pérola, sejam muito semelhantes, “acredito que cabia a nós, integrantes da CEI, optar por aquele que estivesse de acordo com o Artigo 132 do Regimento Interno da Câmara Municipal, que estabelece que o relatório final deve conter. Foi o que o presidente Rivelino Rodrigues e esta vereadora fizeram, sem outras considerações de natureza política ou pessoal, visando apenas preservar o interesse da maioria”. Que a repercussão foi negativa para os dois parlamentares junto à população não resta menor dúvida.

Consequências
Após a insólita cena da arrancada do papel da mão de Cardosinho segundo a turma do botequim, testemunhada pelo secretário Municipal de Planejamento João Missoni Filho e por atônitos funcionários do setor de licitações, o chefe de gabinete do prefeito reuniu-se com o secretário de finanças Rubens Chaparim para, provavelmente, juntos analisarem as anotações rascunhadas por Cardosinho e quais consequências, provavelmente.


Mais o que fazer
No dia seguinte, segundo as conversas da turma do balcão do boteco, Léo Huber teria ido até a polícia registrar um Boletim de Ocorrências, o que de fato aconteceu, mas, segundo as raposas, após ouvir as queixas do chefe de gabinete do prefeito, o delegado de plantão entendeu que não era o caso para abertura de um B.O.

Só pros adversários
O engraçado é que na lógica de alguns petistas, o princípio da transparência vale apenas para os outros. Quando se trata de remexer as coisas da administração petista, ah! aqui não! Durante o governo Guisso/Caparroz/Hilário, quando Cardosinho era o titular desta coluna, ele esteve várias vezes na Prefeitura para ver processos licitatórios e obter toda sorte de informações, e, sempre foi tratado com educação, inclusive pelo ex-secretário Ézio Assunção de Lima, a quem ele fazia pesadas críticas aqui neste espaço. Curiosamente, naquela época os petistas aprovavam e até incentivavam a atuação do ex-fantasminha. Tanto que o diretor do jornal, vivia sob uma pressão terrível.

Aguarda parecer
O projeto de Lei do prefeito Parini enviado à Câmara Municipal criando o “vale educação” aos alunos das escolas municipais está na Comissão de Constituição e Redação aguardando parecer, pelo menos até ontem. Em muitos municípios onde houve esse tipo de iniciativa, o parecer foi contrário.

Culpados ou inocentes
Sentença de primeira instância, publicada recentemente pelo Tribunal de Justiça do Estado, está condenando três funcionários da Prefeitura de Jales ao pagamento de multa civil no valor de R$ 52 mil devidamente corrigida, por fraude em um processo de licitação, além da perda dos direitos políticos. O ex-prefeito Hilário Pupim e o ex-secretário de finanças, Ézio Assunção de Lima, também incluídos na acusação do Ministério Público por improbidade administrativa, foram inocentados pelo juiz José Pedro Geraldo Nóbrega Curitiba. Tanto os condenados, quanto o Ministério Público terão direito a recurso.
Complicado
A decisão dos três juizes do Tribunal de Justiça em negar provimento a um recurso seu referente ao caso do “lixo reciclável”, o vereador José Roberto Fávaro poderá ter sua candidatura à reeleição em 2012 indeferida com base na lei “Ficha Limpa”. Isso são hipóteses.

Na promessa
Juliano de Matos, ex-candidato a deputado federal por Jales, por e-mail enviou a seguinte nota à redação: “Viaduto Sobre a Linha Férrea: necessidade antiga dos jalesenses, principalmente os que transitam pelas imediações da Estação Ferroviária e necessita fazer a passagem da rua 2 e imediações para o lado do jardim Aclimação e adjacências. Já fizeram e refizeram projetos, já trouxeram inúmeros deputados para ver o local, sendo o último o deputado Waldemar Costa Neto, que inclusive obteve algumas dezenas de votos em Jales e teve algumas pessoas ligadas a administração municipal incumbidas de organizar e executar a campanha do referido deputado aqui na cidade. Mas esta não é uma promessa do último dia 3 de outubro. Esta já é uma promessa velha, lá de 2008. Esse grande anseio dos jalesenses será apenas mais uma promessa” eleitoreira?

%d blogueiros gostam disto: