Noroeste Paulista. Dilma Rousseff lança pedra fundamental de estaleiro em Araçatuba

A presidente e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, chegaram na manhã desta terça-feira no noroeste paulista; aproveitamento da hidrovia Tietê-Paraná deve melhorar

A presidente Dilma Rousseff chegou a Araçatuba, na manhã desta terça-feira (13). Ela participa da inauguração de obras do estaleiro, que deve gerar mais de 2 mil empregos diretos e indiretos. Dilma está acompanhada do governador Geraldo Alckmin e políticos da região.

Guilherme Marcon / TV Tem

Dilma acena na chegada a Araçatuba

OBRAS – O estaleiro deve ficar pronto no ano que vem, mas entra em funcionamento em 2013. O diretor de projetos da empresa que será responsável pela obra visitou o terreno onde o terminal será construído. O objetivo é facilitar o transporte de etanol pela hidrovia Tietê-Paraná. O terminal complementará o projeto para o escoamento do álcool produzido na região de Araçatuba. O município também terá um estaleiro onde serão construídos 20 comboios, cada um formado por um empurrador e 4 barcaças, que farão o transporte do álcool.

As obras devem começar no segundo semestre desde ano. Um investimento de mais de R$ 430 milhões, que deve gerar mais de 500 empregos. De acordo com o prefeito de Araçatuba, Cido Sério, a preocupação agora é qualificar esses trabalhadores.

IMPORTÂNCIA DO ESTALEIRO – O estaleiro é de grande importância para o desenvolvimento econômico do interior. Principalmente para o escoamento do etanol produzido no noroeste paulista. Com o estaleiro, o aproveitamento da hidrovia Tietê-Paraná deve melhorar. Apesar de ligar três regiões estratégicas do país, o canal é pouco utilizado. Águas tranquilas, próprias para a navegação. A hidrovia Tietê-Paraná interliga as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, os principais pólos do agronegócio no País.

A hidrovia permite a navegação pelo Rio Piracicaba a partir do encontro com o Tietê. Pelo Tietê, do rio Paraná até a cidade de Conchas. Pelo Paranaíba, desde a Hidrelétrica de São Simão, até o rio Paraná. Pelo rio Grande, desde a usina de Água Vermelha, também até o Paraná. Pelo próprio rio Paraná, desde o encontro do rio Grande com o Paranaíba, até a usina de Itaipu. E pelo canal de Pereira Barreto, que liga a barragem da hidrelétrica de Três Irmãos ao rio São José dos Dourados. São mais de 2 mil quilômetros de rios e canais. Uma alternativa barata para escoar a produção de etanol da região.

Transportar o etanol pela hidrovia é muito mais barato que pelas rodovias. O custo do frete, por exemplo, chega a ser três vezes menor. Uma embarcação pode substituir 180 caminhões. Apesar das vantagens, a hidrovia vem sendo pouco utilizada. Atualmente, apenas barcaças de grãos, como soja e milho, atravessam essas águas. O que representa o uso de apenas 12% da capacidade de transporte. A implantação do estaleiro tem o objetivo de mudar essa situação. Os empurradores e barcaças que vão ser construídos em Araçatuba devem transportar até 4 bilhões de litros de etanol por ano. A revitalização da hidrovia é um investimento de R$ 430 milhões.

Após o lançamento da pedra fundamental, a concessionária responsável pela construção do estaleiro tem um ano para entregar o primeiro comboio. A partir daí, a previsão é que um novo conjunto de empurrador e barcaças seja entregue a cada 60 dias até a conclusão do projeto em 2015.

Publicado originalmente no Tem Notícias

Anúncios

Dilma Rousseff segue nesta terça (13) para as cidades de Araçatuba (SP) e São Paulo

A presidenta Dilma Rousseff embarca nesta terça-feira, às 9h30, para Araçatuba (SP), onde participa, às 11h, da cerimônia de lançamento da pedra fundamental do Estaleiro Rio Tietê, no Parque Portuário de Araçatuba.

Às 13h, embarca para São Paulo e participa, às 14h30, da solenidade de assinatura do termo aditivo ao convênio de apoio financeiro para a construção do Rodoanel de São Paulo – Trecho Norte, no Palácio dos Bandeirantes.

O retorno para Brasília está previsto para as 18h10, no Aeroporto de Congonhas.

Agenda da Presidenta

Agenda da senhora Presidenta da República, Dilma Rousseff – 13/09/2011

Brasão da República
Presidência da República

AGENDA DA SENHORA PRESIDENTA DA REPÚBLICA

Terça-feira
13 de setembro de 2011


09h30   – Partida para Araçatuba (SP)
.                Base Aérea de Brasília (DF)

10h30   – Chegada a Araçatuba
.                Aeroporto Dario Guarita

11h        – Cerimônia de lançamento da pedra fundamental do
.                 Estaleiro Rio Tietê
.                 Parque Portuário de Araçatuba

13h        – Partida para São Paulo (SP)
.                Aeroporto Dario Guarita

13h50   – Chegada a São Paulo
.                Aeroporto de Congonhas

14h30   – Cerimônia de assinatura do termo aditivo ao convênio de
.                apoio financeiro nº 04/99 para construção do Rodoanel de
.                São Paulo – Trecho Norte
.                Palácio dos Bandeirantes

16h30   – Partida para Brasília
.                Aeroporto de Congonhas

18h10   – Chegada a Brasília
.                Base Aérea de Brasília

Fonte: Presidência da República

DILMA, 3ª FEIRA DIA 13, EM ARAÇATUBA. CONFIRMADO

A presidente Dilma Roussef estará terça-feira em Araçatuba para lançamento das obras do Estaleiro Rio Tietê. Os convites eletrônicos foram enviados ontem à noite pela Transpetro, confirmando a presença da presidente, conforme O LIBERAL REGIONAL já havia noticiado com exclusividade na semana passada. A cerimônia, para aproximadamente mil pessoas, está marcada para as 14h30, no canteiro de obras. Detalhes da chegada da presidente não foram divulgados.

Desde o ano passado o prefeito Cido Sério vem trabalhando para trazer a presidente da República para lançamento do empreendimento. No final do ano passado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou interesse em visitar a cidade, mas devido a problemas de agenda não foi possível. Este ano, o prefeito voltou a Brasília e convidou a presidente, que no ano passado, como ministra-chefe da Casa Civil, esteve em Araçatuba e assinou a abertura do processo licitatório para construção de 20 comboios (80 barcaças e 20 empurradores).

Há aproximadamente 15 dias a equipe do Palácio do Planato esteve em Araçatuba para os primeiros contatos. Desde a semana passada há pessoas preparando a visita da presidente, que poderia ser agora ou no final de outubro. Porém, com o envio dos convites pela Transpetro, foi confirmada a presença na próxima terça-feira, às 14h30.

HISTÓRIA
O último presidente que esteve em Araçatuba foi o general João Batista de Oliveira Figueiredo, em 1979, ano de sua posse. Figueiredo foi o último presidente do regime militar. Portanto, há mais de três décadas Araçatuba não recebe a visita de um presidente.

com informações de: O Liberal via Ninho da Vespa

Começam as obras do Estaleiro Rio Tietê em Araçatuba

Previstas para começarem em junho, as obras do Estaleiro Rio Tietê em Araçatuba tiveram início apenas este mês. Segundo a reportagem de O LIBERAL REGIONAL apurou, a fundação do terreno e a terraplanagem já foram feitas.

No entanto, as assessorias de imprensa da Estre (que é uma das empresas do Consórcio Rio Maguari, uma associação da Estaleiro Rio Maguari S.A, SS Administração e Estre Petróleo) e da Prefeitura Municipal não deram mais informações. A assessora de imprensa da Estre, Daniela Penna, informou que na próxima semana a empresa deve divulgar nota oficial sobre o início das obras.

Em junho, Fabio Vasconcelos, diretor do consórcio que vai construir o estaleiro, informou ao O LIBERAL REGIONAL que houve demora na eficácia do contrato, formalizado naquele mesmo mês. Na época, o valor orçado para a construção do estaleiro na região era de US$ 270 milhões. Além do valor, existem US$ 80 milhões, que serão repassados pela Transpetro para a construção de um terminal nas adjacências do porto de areia, localizado entre Araçatuba e Santo Antônio do Aracanguá.

No começo de maio, o Conselho do Fundo da Marinha Mercante aprovou investimentos de R$ 470 milhões para a produção de 80 barcaças e 20 empurradores pelo Estaleiro Rio Tietê S.A. Esta era uma das fases do processo mais importante para desencadear o empreendimento. Com o início das obras, as primeiras barcaças devem terminar de ser fabricadas em 13 meses.

Prefeito Cido Sério
Na primeira fase das obras deverão ser contratadas até 450 pessoas. Já para a construção das barcaças, serão necessários pelo menos 700 profissionais. As contratações de soldadores e pessoal de produção deverão ser realizadas por meio do Serviço Nacional da Indústria (Senai), que deve abrir vagas para cursos em breve – a própria entidade vai indicar os profissionais para atuarem na fabricação das barcaças. No que se refere à parte administrativa das obras, a forma de recrutamento dos candidatos deve ser divulgada futuramente.
Publicado Originalmente no Ninho da Vespa.
%d blogueiros gostam disto: