MPF move 31 ações contra 39 prefeitos e ex-prefeitos por irregularidades na contratação de shows com verbas do Turismo

Ex-deputado federal Vadão Gomes e 43 intermediadores de shows também foram acionados; prejuízo à União pode ter sido de quase R$ 14 milhões somente em 81 convênios na região noroeste do Estado

O Ministério Público Federal em Jales (601 km a noroeste de São Paulo) ajuizou 31 ações de improbidade administrativa contra 83 pessoas, sendo 39 prefeitos e/ou ex-prefeitos de cidades da região noroeste do Estado de São Paulo, um ex-deputado federal e 43 intermediadores de shows que  violaram as regras para a contratação de artistas para shows musicais em festas promovidas com recursos federais obtidos por meio de convênio com o Ministério do Turismo (MTur).

Apenas com os 31 municípios objeto das ações de improbidade a União fechou 81 convênios, no valor total de R$ 13.961.248,00, para a realização de diversas festas, desde eventos de grande porte, como a 40ª Feira Agrícola, Comercial, Industrial e Pecuária de Jales, realizada em 2009, com dotação de R$ 717 mil, até eventos com dotação de R$ 50 mil. Cada ação versa sobre os convênios de um município. Somente na cidade de Jales, por exemplo, foram investigados sete contratos.

O principal problema detectado pelo MPF, que analisou mais de 15 mil folhas de documentos para propor as ações, está na forma como foram contratadas as atrações musicais das feiras e festas de interior. Em todos os casos analisados pelo MPF os artistas foram contratados por intermediários (na sua maioria, pequenos empresários do ramo de produção artística), que detinham “exclusividade” na comercialização dos artistas somente nas datas em que estes tinham shows nas cidades, conforme cartas de exclusividade acertadas com os reais empresários dos artistas.

Tal irregularidade já foi reconhecida pelo Tribunal de Contas da União que, inclusive, recomendou atenção ao MTur para combater este artifício de contratar intermediários. A lei de licitações prevê em seu artigo 25 que pode haver dispensa de licitação na contratação de artistas, mas desde que seja inviável a competição, ou seja, desde que eles tenham empresário exclusivo ou sejam consagrados pela crítica especializada ou pela opinião pública.

“O que ficou provado nas investigações feitas pelo Ministério Público Federal é que as contratações não aconteceram de acordo com a lei, pois as ‘cartas de exclusividade’ apresentadas pelos produtores de shows contratados pelas prefeituras revelam justamente o contrário, que estas pessoas não são os reais empresários exclusivos dos artistas, mas intermediários que fecham shows nos dias das feiras e festas realizadas nos municípios da região”, afirma o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, autor das ações de improbidade.

USO POLÍTICO – O ex-deputado federal Etivaldo Vadão Gomes é um dos demandados pelo MPF a dar explicações na ação de improbidade contra o município, pois a Polícia Federal e o MPF detectaram que foi feita promoção ilegal da imagem do então deputado na 41ª Feira Agrícola, Comercial, Industrial e Pecuária de Jales – FACIP 2010, que ocorreu a menos de seis meses das eleições.

O MPF juntou à ação o vídeo oficial da FACIP. No referido vídeo consta, dentre outras passagens, o instante em que o então deputado é anunciado pelo locutor e chamado à arena de rodeio. Enquanto entra no local, toca o jingle da campanha do político, apresentado como “o amigo de Jales” e “nosso deputado federal”. O apresentador ainda acrescenta: “não é segredo pra ninguém que a FACIP 2010 veio ser viabilizada através de uma verba que Vadão lutou e conseguiu pra nós juntamente (sic) em Brasília”.

Segundo a prefeitura de Jales disse ao MPF, tal momento não foi promoção, mas apenas uma “homenagem” ao ex-deputado.  A entrada em cena de vadão contou ainda com o uso do telão da arena no qual foi projetado um vídeo institucional sobre a construção da Ferrovia Norte-Sul, bem como o momento em que o então parlamentar profere um discurso a respeito do progresso e desenvolvimento que a referida obra proporcionará, ressaltando, ainda, “outras conquistas” dele para a região, como a construção do Hospital do Câncer na cidade de Jales.

Em 2010, o MPF havia recomendado ao prefeito de Jales, entre outras medidas relativas aos convênios para a realização de festas, que estava vedada a utilização de nomes, símbolos ou imagens que poderiam caracterizar a promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos, cuidado que deve sempre permear a vida do agente público, especialmente em ano onde ocorreriam eleições.

Além disso, o artigo 8° da Portaria n° 153 do MTur, vigente à época dos fatos, foi categórica ao vedar tais condutas promocionais durante a execução do convênio. A “homenagem” também desrespeitou o artigo 37, parágrafo 1º, da Constituição, que prevê que “a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos”.

PUBLICIDADE – Na ação contra a prefeitura de Meridiano, na qual o MPF aponta irregularidades em quatro convênios firmados entre aquela cidade e o Ministério do Turismo, o MPF chama a atenção para os gastos com publicidade do “3º Rodeio Show de Meridiano com 20ª Festa do Peão de Boiadeiro”, que recebeu R$ 402 mil de subvenção do Mtur, por meio do convênio n° 703575/2009.

Desse total, R$ 96 mil, quase 25% do total, segundo a prestação de contas feita pelo município, foram gastos com publicidade para o evento, que também contou com shows contratados irregularmente. Os gastos com publicidade previam confecção de cartazes, veiculação em televisão, caminhão de som com trio elétrico, mídia impressa (jornal), rádio e outdoor.

Para Nobre, o gasto com a divulgação é injustificado, ainda mais quando confrontado com as informações juntadas pela prefeitura no inquérito, que não trazem, por exemplo, comprovação dos serviços de publicidade executados. Não há nos autos “fotografias do trio elétrico, DVD ou relatório de divulgação do evento através de veiculação em rádio e televisão, bem como amostras de jornais contendo a referida publicidade”.

Em Estrela D´Oeste aconteceu algo semelhante. Dos R$ 550 mil recebidos do MTur, por meio do convênio 704329/2009, para a 7ª Expo-Estrela – Exposição Agropecuária de Estrela D’ Oeste/SP, R$ 136,5 mil (quase 25% do valor da subvenção) foram destinados à empresa contratada para a publicidade do evento, que deveria fazer cartazes e providenciar veiculação em televisão, caminhão de som com trio elétrico, mídia impressa (jornal), rádio e outdoor.

Apesar de toda essa lista de serviços, a nota fiscal apresentada pela prefeitura sequer descrimina os serviços realizados.

MAIS CARO QUE O MERCADO – Além da contratação irregular de artistas, há casos em que os empresários contratados pelas prefeituras para trazer artistas às festas receberam mais do que os artistas. É o caso da empresa de Marcos Avena, contratada pela prefeitura de São João de Iracema, para trazer três duplas sertanejas à 13ª Festa do Peão de Boiadeiro de 2009, que recebeu R$ 70 mil para contratar os artistas, que receberam ao todo apenas R$ 55 mil. O empresário de uma das duplas, Jad´s e Jadson, recebeu R$ 20 mil pelo show na festa, mas Avena informou à prefeitura que pagaria R$ 30 mil pela apresentação.

O caso acima foi descoberto pela Controladoria Geral da União durante uma fiscalização por sorteio, realizada em todos os contratos da cidade com a União. Na mesma festa do Peão foi detectada outra contratação sem a devida exigência de licitação.

Além dos shows das duplas, a prefeitura contratou uma empresa para montar as estruturas tubulares para a festa por R$ 35 mil sem licitação. Segundo parecer jurídico do município, analisado pela CGU, como o convênio com a União havia sido publicado em 4 de dezembro e a festa era no dia 9, a tradição do evento e o pouco tempo até a data de sua realização autorizavam a contratação sem licitação, pois confirmariam o caráter emergencial da contratação. O argumento não convenceu a CGU que entende que não houve licitação por falta de planejamento do município.

Esta semana, após o ajuizamento das ações, o MPF encaminhou ofício ao Ministério do Turismo para que sejam analisados detidamente todos os 81 convênios citados nas ações. No documento, o MPF requer que os convênios cujas contas tenham sido aprovadas, as prestações sejam reabertas e instauradas tomadas de contas especiais.

Nas 31 ações, o MPF requer a condenação dos réus nas penas previstas da lei de improbidade administrativa, que prevê, entre outras punições, devolução dos recursos empregados indevidamente, proibição de contratar com o poder público, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa.

Confira AQUI  com o resumo e link para as ações civis sa tabela obre as irregularidades em festas nos municípios de: Aparecida d´Oeste, Auriflama, Dirce Reis, Estrela d´Oeste, Fernandópolis, General Salgado, Gulozândia, Ilha Solteira, Indiaporã, Jales, Macedônia, Marinópolis, Meridiano, Mira Estrela, Nova Castilho, Ouroeste, Palmeira d´Oeste, Paranapuã, Pereira Barreto, Pontalinda, Populina, Rubinéia, São João das Duas Pontes, São João de Iracema, Santa Albertina, Santa Fé do Sul, Santa Rita d´Oeste, Santa Salete, Três Fronteiras, Turmalina e Urânia.

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Estado de S. Paulo
Mais informações à imprensa: Marcelo Oliveira
11-3269-5068
ascom@prsp.mpf.gov.br

Voce sabe como o nosso Deputado está usando o seu voto? Veja aqui.

Logo Câmara dos Deputados Boletim Acompanhe seu Deputado
Brasília, sábado, 10 de dezembro de 2011

Deputado(a): PAULO TEIXEIRA – PT/SP
Período: 26/11/2011 a 09/12/2011
PROJETOS DE LEI E OUTRAS PROPOSIÇÕES APRESENTADAS
Data Proposição
29/11/11 PL 2793/2011  Dispõe sobre a tipificação criminal de delitos informáticos e dá outras providências.
29/11/11 REQ 3921/2011 => PL 2755/2011  Requer urgência para a tramitação do PL nº 2.755/2011, nos termos do art. 155 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados
08/12/11 REQ 4020/2011  Requeiro, com base no artigo 68, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, a realização de sessão solene em homenagem ao cidadão, médico e jogador de futebol, Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira.
08/12/11 REQ 4025/2011  Requer a criação de Comissão Especial destinada a efetuar estudos, levantar as proposições em tramitação e apresentar propostas em relação à temática envolvendo a gestão pública no âmbito da União e previamente subsidiar a Câmara dos Deputados sobre os 25 anos da Constituição de 1988: reflexões sobre o Estado, as Instituições e a Democracia brasileira
DISCURSOS PROFERIDOS
Data Hora Sumário
29/11/11 18h44 Posicionamento favorável do PT à PEC 98 2007 (Acrescenta a alínea “e” ao inciso VI do art. 150 da Constituição Federal, instituindo imunidade tributária sobre os fonogramas e videofonogramas musicais produzidos no Brasil, contendo obras musicais ou literomusicais de autores brasileiros, bem como os suportes materiais ou arquivos digitais que os contenham – PEC da Música), em apreciação em primeiro turno. (Ordem do Dia)
29/11/11 18h44 Elogio ao Presidente Marco Maia e Casa pela aprovação da chamada PEC da Música. Homenagem ao ex-Deputado José Eduardo Cardozo, atual Ministro da Justiça, também signatário da matéria. Congratulações aos Deputados Décio Lima e Otavio Leite e à Deputada Jandira Feghali. (Ordem do Dia)
29/11/11 18h44 Encaminhamento da votação da expressão “salvo na etapa de replicação industrial de mídias ópticas de leitura à laser”, contida na alínea “e” do inciso VI do art. 150, constante do art .1º do Substitutivo da PEC 98 2007 (Acrescenta a alínea “e” ao inciso VI do art. 150 da Constituição Federal, instituindo imunidade tributária sobre os fonogramas e videofonogramas musicais produzidos no Brasil, contendo obras musicais ou literomusicais de autores brasileiros, bem como os suportes materiais ou arquivos digitais que os contenham – PEC da Música), objeto de DVS. (Ordem do Dia)
30/11/11 16h46 Balanço do primeiro ano do Governo Dilma Rousseff. Pauta prioritária do Congresso Nacional. Congratulações aos membros dos partidos da base governista. (Grande Expediente)
06/12/11 16h54 Receituário econômico, monetário e fiscal imposto ao País pelo Fundo Monetário Internacional – FMI durante o Governo Fernando Henrique Cardoso. Regularização de débitos do Brasil junto à instituição financeira pelo Governo petista. Apoio à aprovação do projeto de decreto legislativo sobre a ampliação da participação brasileira junto ao FMI. (Ordem do Dia)
VOTAÇÕES
Data Proposição Frequência na sessão Voto
29/11/11 PEC Nº 98/2007 – REQUERIMENTO DE RETIRADA DE PAUTA Não
29/11/11 PEC Nº 98/2007 – VOTAÇÃO EM 1º TURNO DO SUBSTITUTIVO DA COMISSÃO ESPECIAL Sim
29/11/11 PEC Nº 98/2007 – DVS -PDT-EXP:” SALVO NA ETAPA DE…LASER”, ART. 150, VI, e / ART.1º SUBST. Sim
NOTÍCIAS VEICULADAS NOS ÓRGÃOS DA CASA
AGÊNCIA CÂMARA DE NOTÍCIAS
29/11/11 Líder do PT comenta pauta do plenário   O deputado Paulo Teixeira (PT-SP), líder de seu partido, conversa com a repórter Paula Bittar sobre a pauta do plenário da Câmara para este fim de ano. Ele diz que h&aacute…
29/11/11 Líder do PT acha que votação do Orçamento vai ficar para o ano que vem   Os líderes partidários da Comissão Mista de Orçamento se reúnem nesta tarde para discutir a pauta de votações da semana. Pela manhã, o l&iacut…
29/11/11 Líder do PT diz que votação do Orçamento pode ficar para 2012   O líder do PT, deputado Paulo Teixeira, disse na primeira edição do Câmara Hoje desta terça-feira, 29 de novembro, que há possibilidade de a votaç&atil…
29/11/11 Câmara aprova em 1º turno PEC que beneficia CDs e DVDs de artistas nacionais   Rodolfo Stuckert PEC teve 395 votos a favor e 21 contra no Plenário. O Plenário aprovou nesta terça-feira, em primeiro turno, a PEC 98/07, do deputado Otavio Lei…
30/11/11 Relatório do PNE é adiado; investimento em educação deve ficar em torno de 8%   Reinaldo Ferrigno Vanhoni: desafio é combinar cautela e audácia. A polêmica em torno do percentual a ser aplicado em educação na próxima d&e…
30/11/11 Líderes avaliam decisão da Comissão de Ética da Presidência de pedir saída de Lupi   A Comissão de Ética da Presidência da República recomendou à presidente Dilma Rousseff a exoneração de Carlos Lupi do cargo de Ministro do Trabalho e E…
05/12/11 PSDB cobra continuidade das investigações de denúncias contra Lupi   Se seu navegador não puder executar o áudio, <a href=’http://imagem.camara.gov.br/internet/midias/Radio/201…
07/12/11 Líderes definem pauta de votação até a próxima semana   Os líderes partidários decidiram há pouco a votação de propostas até a próxima semana. De acordo com o líder do PT, Paulo Teixeira (SP), e d…
JORNAL DA CÂMARA
30/11/11 PLENÁRIO – PEC da Música é aprovada em primeiro turno   Eduardo PiovesanO Plenário aprovou ontem, em primeiro turno, a PEC 98/07, do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) e outros, que concede imunidade tributária a CDs e DVDs com obras musicais de autores bra…
01/12/11 EDUCAÇÃO – Relatório do PNE será apresentado hoje; investimento no setor deve ficar em 8%  Carolina PompeuA polêmica em torno do percentual a ser aplicado em educação na próxima década adiou de ontem para hoje a apresentação do relatório do deputado Angelo Vanhoni (PT-PR) sobre a proposta…
01/12/11 PLENÁRIO – Paulo Teixeira aponta desafios que o Brasil deve enfrentar  O deputado Paulo Teixeira (SP), líder do PT na Câmara, destacou desafios que precisam ser enfrentados atualmente, ao fazer balanço do primeiro ano da gestão Dilma Rousseff e da atuação do Legislativo …
01/12/11 PLENÁRIO  Paulo Teixeira aponta desafios que o Brasil deve enfrentar…
06/12/11 POLÍTICA – PSDB cobra prosseguimento das investigações de denúncias contra Lupi   Oposição aponta disputa entre partidos da base pelo Ministério do Trabalho; PT defende continuidade do PDT na pastaKeila SantanaO líder do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira (SP), afir…
RÁDIO CÂMARA
30/11/11 22:21 – Comissão de Ética da Presidência recomenda dispensa do ministro do Trabalho; medida repercute na Câmara (02’37”)  A Comissão de Ética da Presidência da República recomendou à presidente Dilma Rousseff a exoneração de Carlos Lupi do cargo de ministro do Trabalho e Emprego. A decisão, tomada nesta quarta-feira, inc…
05/12/11 11:20 – Líder do PT diz que saída de Carlos Lupi do Ministério do Trabalho foi inevitável (01’51”)  Carlos Lupi é o sétimo ministro a ter que deixar o cargo após denúncias de corrupção no primeiro ano do governo da presidente Dilma Rousseff.Após quase um mês de crise, o ex-ministro do Trabalho n…
05/12/11 13:25 – Deputados avaliam efeitos da saída de Lupi do Ministério do Trabalho (02’49”)  Oposição ao governo afirma que a saída de Carlos Lupi do Ministério do Trabalho traz à tona mais uma briga entre os partidos aliados por cargos no primeiro escalão.O líder do PSDB na Câmara, deput…
Fale com o Deputado: dep.pauloteixeira@camara.gov.br

Voce sabe quais tem sido as consequências do seu voto para deputado?

Estas tem sido as consequencias do nosso! Vamos juntos?

Logo Câmara dos Deputados Boletim Acompanhe seu Deputado
Brasília, sábado, 03 de setembro de 2011

Deputado(a): PAULO TEIXEIRA – PT/SP
Período: 20/08/2011 a 02/09/2011
PROJETOS DE LEI E OUTRAS PROPOSIÇÕES APRESENTADAS
Data Proposição
31/08/11 EMP 5/2011 => PLP 591/2010  Acrescenta no artigo 2º do Projeto de Lei Complementar, a seguinte alteração que acrescenta incisos ao § 5º -D do artigo 18 da Lei Complementar nº 123/06.
23/08/11 REQ 2907/2011 => PL 1893/2007  Solicita a retirada de tramitação do PL 1.893/07, que “dispões sobre medidas de suspensão e diluição temporárias ou extinção da proteção de direitos de propriedade intelectual no Brasil em caso de descumprimento de obrigações multilaterais por Estado Estrangeiro no âmbito da Organização Mundial do Comércio.”
30/08/11 REQ 3043/2011 => MSC 696/2010  Requer urgência para apreciação da Mensagem nº 696, de 2010.
DISCURSOS PROFERIDOS
Data Hora Sumário
23/08/11 17h46 Apoio à aprovação da Medida Provisória nº 532, de 2011, sobre a reestruturação dos Correios. Manutenção do controle público da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT. Equívoco da privatização de empresas estatais promovida pelo Governo Fernando Henrique Cardoso. Luta da Presidenta Dilma Rousseff em defesa da ética no serviço público. Posicionamento da Oposição contrário à adoção de agenda positiva para o País. Razões subjacentes da pretendida criação, pelos partidos oposicionistas, de CPI para investigação de supostas irregularidades em Pastas ministeriais. (Ordem do Dia)
24/08/11 20h08 Conveniência de celeridade na apreciação de medidas provisórias para a votação de matérias de relevante interesse do País. Inovações contidas no anteprojeto de reforma política Apresentado pelo Deputado Henrique Fontana. Apoio ao financiamento público de campanhas eleitorais. (Ordem do Dia)
30/08/11 10h00 Sessão Solene para assinalar os 50 anos do Movimento da Legalidade e homenagear o Ex-Governador Leonel de Moura Brizola. (As notas taquigráficas desta sessão solene poderão ser solicitadas ao Departamento de Taquigrafia, Revisão e Redação – DETAQ). (Homenagem)
30/08/11 17h20 Defesa de votação de requerimentos de destaque remanescentes. (Ordem do Dia)
31/08/11 18h00 Apelo ao PSDB e aos demais partidos de votação do projeto de lei sobre a concessão de anistia a policiais e bombeiros militares. (Ordem do Dia)
VOTAÇÕES
Data Proposição Frequência na sessão Voto
23/08/11 MPV Nº 532/2011 – DVS – DEM – § 3º DO ART. 1º DA MP, CONSTANTE DO ART. 12 DO PLV Sim
23/08/11 MPV Nº 532/2011 – DVS – PV-PPS – INC. II DO § 3º DO ART. 1º, CONST. DO ART. 12 DO PLV Sim
23/08/11 REQ Nº 2714/2011 – CONVOCAÇÃO DO MINISTRO DA CGU Não
24/08/11 MPV Nº 533/2011 – REQUERIMENTO DE RETIRADA DE PAUTA
24/08/11 MPV Nº 533/2011 – REQUERIMENTO DE RETIRADA DE PAUTA Não
30/08/11 REP Nº 1/2011 – CONTRA A DEPUTADA JAQUELINE RORIZ – PMN/DF Secreto
31/08/11 PL Nº 1209/2011 – DVS – DEM – EMENDA Nº 28 Não
31/08/11 PLP Nº 87/2011 – PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Sim
01/09/11 PDC Nº 47/2011 – PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO
NOTÍCIAS VEICULADAS NOS ÓRGÃOS DA CASA
AGÊNCIA CÂMARA DE NOTÍCIAS
23/08/11 Câmara Hoje – 10h – 23 de agosto de 2011   O deputado Paulo Teixeira, líder do PT, fala sobre as expectativas para as votações desta semana. Ele diz que espera concluir a votação da 532/11, que reestrutura a…
23/08/11 Deputados rejeitam convocação do ministro da CGU   Por 286 votos a 111 e 1 abstenção , o Plenário rejeitou, nesta terça-feira, o requerimento do DEM para convocação do ministro-chefe da Controladoria-Geral d…
24/08/11 Deputado sugere CPI para investigar ocupação em áreas de preservação   O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) sugeriu a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar as denúncias de ocupação irregu…
24/08/11 PT muda indicação e Sérgio Barradas Carneiro deverá presidir comissão do CPC   Vai começar dentro de instantes a reunião da comissão especial que analisa o novo Código de Processo Civil (PL 8046/10 ) para a eleição do presidente e do…
24/08/11 Impasse regimental adia eleição de presidente da comissão do novo CPC   Brizza Cavalcante Indicado pelo PT à presidência da comissão, Sérgio Barradas Carneio exerce mandato como suplente. Um entrave regimental sobre os poderes …
24/08/11 Deputado quer CPI para investigar ocupação em área de preservação   O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) sugeriu nesta quarta-feira a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar as denúncias de ocupa&cced…
24/08/11 Maia negocia em separado com líderes para definir regulamentação da Emenda 29   O presidente da Câmara, Marco Maia, continua buscando um acordo para votar a proposta que regulamenta a Emenda Constitucional 29 (PLP 306/08 , do Senado). Após o encerramento da reuni…
25/08/11 Governistas e oposicionistas fecham acordo para resultado de votações   Os deputados Duarte Nogueira (PSDB-SP) e Paulo Teixeira (PT-SP), líderes de seus respectivos partidos, falam sobre os entendimentos entre governistas e oposicionistas que tornam possíve…
26/08/11 Câmara aprova reestruturação dos Correios   A ampliação das atividades dos Correios prevista em medida provisória voltou aos debates em plenário. Os deputados discutiram duas propostas da oposição para…
30/08/11 Câmara Hoje – 10h – 30 de agosto de 2011   Em entrevista à repórter Sandra Amaral, os deputados Chico Alencar (PSOL-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP) falam sobre as expectativas para as votações desta semana. Os deputad…
JORNAL DA CÂMARA
23/08/11 SISTEMA ELEITORAL – Deputados reúnem sugestões para tentar mudar o anteprojeto de reforma política  Rodrigo BittarLogo após a apresentação do anteprojeto pelo relator da Comissão Especial da Reforma Política, deputado Henrique Fontana (PT-RS), parlamentares de diversos partidos começam a sistemati…
24/08/11 POLÍTICA – Plenário rejeita convocação de ministro da CGU  José Carlos OliveiraPor 286 votos a 111, o Plenário rejeitou ontem requerimento do DEM que pedia a convocação do ministro-chefe da Controladoria Geral da União, Jorge Hage. A base governista votou e…
25/08/11 MEIO AMBIENTE – Ministra admite dificuldade para fiscalizar ocupação ilegal de terras  Noéli NobreA ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou ontem que a ocupação de áreas de proteção ambiental em todo o País ocorreu com descumprimento de leis. Em audiência pública que dis…
RÁDIO CÂMARA
23/08/11 22:47 – Câmara rejeita pedido de convocação do ministro Jorge Haje (1’41”)  Por 286 votos a 111, o Plenário rejeitou, nesta terça-feira, o requerimento do Democratas que pedia a convocação do ministro-chefe da Controladoria-Geral da União. O líder do DEM, deputado Antônio Car…
24/08/11 18:29 – Ministros participam de audiência sobre denúncias de ocupação irregular de terras (02’19”)  Dois ministros de Estado aceitaram convite da Câmara para esclarecer denúncias de ocupação irregular de terras veiculadas no programa Fantástico, da Rede Globo, no final de julho. São construções em A…
Fale com o Deputado: dep.pauloteixeira@camara.gov.br

Ságuas e Marcivânia deixam mandato e bancada passa a 86 deputados

Qua, 13 de Julho de 2011 15:57

saguas e marcivania_D1A Câmara deu posse nesta quarta-feira (13) aos deputados Nilson Leitão (PSDB-MT) e Janete Cabiperibe (PSB-AP). Com isso, deixaram o mandato, respectivamente, os deputados Ságuas Moraes (PT-MT) e Professora Marcivânia (PT-AP). Com isso, a bancada do PT na Câmara passou a contar com 86 deputados.

Decisão da Mesa Diretora da Câmara definiu que, “nos casos específicos de recontagem de votos decorrentes da decisão do Supremo Tribunal Federal a respeito da Lei Complementar 135/10 [Lei da Ficha Limpa], não cabe o rito do Ato da Mesa 37, de 2009, aplicando-se o previsto no Regimento Interno para a substituição de suplentes”.

Ou seja, no caso de recontagem de votos, a Mesa aplicará a regra usada para suplentes, que é a posse sumária, e não o rito utilizado em caso de perda de mandato. Quando há declaração de perda de mandato pela Justiça, a Mesa abre um processo, dando ao deputado que perde o cargo o direito de defesa. Esse processo não entra no mérito da ação que levou à perda do mandato, trata apenas de questões processuais, como a possibilidade de recurso, por exemplo.

A decisão da Câmara é extensiva aos demais casos decorrentes de recontagem de votos que a Justiça encaminhou à Câmara.

via @PTnaCamara

PPS e Roberto Freire são acusados de envolvimento com o Mensalão do DEM.

Roberto Freire desce do salto e ameaça tuiteiros

by @Porra_Serra


A investigação do chamado “mensalão do DEM”, no Distrito Federal, inclui um vídeo em que a diretora de uma empresa acusa o PPS de praticar chantagem e pedir propina para manter um contrato de R$ 19 milhões com a Secretaria de Saúde, comandada pelo deputado Augusto Carvalho, filiado ao partido. Parte do dinheiro, segundo o diálogo, teria sido destinada ao presidente da legenda, ex-deputado Roberto Freire (SP). O PPS anunciou a saída da gestão do governador José Roberto Arruda (DEM), acusado de montar o esquema de corrupção que arrecadava propinas e distribuía o dinheiro entre secretários e deputados distritais da base aliada.

A declaração que compromete o partido foi feita pela diretora comercial da Uni Repro Serviços Tecnológicos Ltda, Nerci Soares Bussamra, em conversa com Durval Barbosa, então secretário de Relações Institucionais do governo e autor da gravação. No diálogo, ela afirma que Fernando Antunes, presidente do PPS-DF e subsecretário de Saúde, achacou a empresa por meio de uma auditoria nos contratos e pediu dinheiro para o PPS.  Segundo ela, Antunes afirmou: “Eu só queria que vocês ajudassem o partido.” A Uni Repro recebe R$ 1,6 milhão por mês para prestar serviços gráficos à pasta da Saúde.

No vídeo, Barbosa – demitido sexta-feira, após a revelação de que havia resolvido colaborar com a investigação da Polícia Federal – pergunta a Nerci: “Mas quem é que recebe o dinheiro?” Ela responde: “Ele mesmo. Ele e o irmão dele.” Barbosa volta a indagar: “O Antunes?” E ela repete: “Ele e o irmão.”

O então secretário de Relações Institucionais pergunta sobre quem faz o pagamento. “Eu e, às vezes, até o dono em São Paulo já fez, porque ele (Antunes) tem o partido lá, né?”, diz Nerci. Logo depois, ela cita Freire. “Na última conversa que eu tive com ele (Antunes), ele pediu dinheiro para o partido dele, né, para ajudar o Freire em São Paulo e eu não disse não pra ele.” Em outro vídeo, a empresária entrega uma sacola de loja de sapatos para Barbosa com maços de notas de R$ 100 e R$ 20. Após a contagem do dinheiro, ela deixa o local. Barbosa então se vira para a câmera de vídeo e mostra uma caixa com a dinheirama.

Fatura


Procurado, Antunes confirmou conhecer Nerci. “Encontrei com ela por duas ou três vezes na secretaria”, disse. Mas negou a afirmação de que pediu dinheiro para ajudar o PPS e o presidente da legenda. “Não existe essa possibilidade. Desconhecemos isso. Está ficando evidente que o Durval tinha esse vídeo para mandar recados”, afirmou. Segundo Antunes, a secretaria chegou a reduzir o valor do contrato com a Uni Repro. “Eu podia apertar e pedir dinheiro diminuindo a fatura?”

Freire afirmou que também desconhece o conteúdo das acusações. “Não tenho nada com isso. Não autorizei ninguém a usar meu nome para pedir dinheiro”, reagiu o presidente do PPS. A reportagem ligou duas vezes para o celular de Carvalho, deixou recado, mas não teve resposta até fechamento da edição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Freire ameaça tuiteiros
O “ex-comunista” e nômade político Roberto Freire (PPS), botou todas as suas manguinhas truculentas de fora hoje, quando ameaçou pelo Twitter processar internautas por reproduzirem matéria sobre acusações feitas a ele e ao seu partido de envolvimento no escândalo do Mensalão do DEM. As denúncias teriam vindo à tona por meio de depoimento arrolado nas investigações do escândalo. Freire e o PPS são acusados pela diretora comercial da Uni Repro Serviços Tecnológicos Ltda, Nerci Soares Bussamra, de praticar chantagem e pedir propina para manter um contrato de R$ 19 milhões com a Secretaria de Saúde, comandada pelo deputado Augusto Carvalho, filiado ao partido.

Em represália, no TT, Roberto Freire deixou a veia totalitária falar mais alto e esbravejou: “Você sabia: Justiça admite processo por crime cometido na internet. Caluniar é crime, já processei uma caluniadora que se retratou”; “Vou escolher aqueles que melhor representam os caluniadores lulodilmistas como exemplo,@erimonatto Você e sua mulher se apresentam?”.

O piadista de plantão no TT e abafador de casos contra tubarões de direita, senador Roberto Requião (PMDB), não perdoou e entrou na conversa: “É bullying com o Roberto Freire” . A ameaça agitou a noite de sábado e causou indignação nas timelines pelo Brasil à fora. Requião mais uma vez resolveu dividir os holofotes para preservar alguém (que fim deu a repercussão da blitz do Aécio mesmo?) e declarou sobre o colega congressista – colega também pela afinidade e semelhança no traquejo político: “Freire está aprendendo agora o que é assédio e impunidade dos acusadores. Conheceu ? Ao Freire o direito de resposta” . Diante dessa troca de métodos entre Bob Rex e Bob Freire, salvem-se os gravadores da imprensa! Como diria Raul Seixas, repetidamente na voz de Zé Geraldo: “Quanto mais conheço os ditadores mais eu amo meu cachorro”

Tucano aproveita insatisfação do PSB com formação de ministério e convida Márcio França para Turismo; PPS comandará Trabalho

Numa sinalização ao PSB, partido que saiu descontente com a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) na montagem de seu ministério, o futuro governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), convidou para seu secretariado o deputado Márcio França, chamado para a pasta do Turismo.
Ontem, o parlamentar tendia a aceitar o convite. Presidente estadual do PSB, França mantém boa interlocução com o governo federal e foi cotado para assumir a Secretaria Especial de Portos do governo Dilma Rousseff, posto que acabou ficando com Leônidas Cristino, ligado ao governador Cid Gomes (PSB-CE).
Um dos principais aliados do PT na esfera nacional, a direção do PSB ficou insatisfeita por não ter aumentado sua participação no governo Dilma – queria três pastas, mas ficou com duas.
O partido indicou para o Ministério da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho, da cota do governador Eduardo Campos (PE). Os parlamentares do PSB, no entanto, queriam ter emplacado um nome da bancada.
Embora o PSB seja da base governista do PSDB em São Paulo, a sinalização a França tem como objetivo fortalecer a relação do partido com tucanos paulistas.
Há cerca de 15 dias, o senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) procurou Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, para afinar a interlocução com a sigla. Cotado para um cargo no primeiro escalão, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) também ficou de fora do ministério de Dilma.
Aliados.
A acomodação dos partidos aliados no governo Alckmin começou de fato ontem, com o anúncio do presidente do PPS paulista, deputado Davi Zaia, para a Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho.
Ex-presidente do Sindicatos dos Bancários de Campinas e ligado à União Geral dos Trabalhadores (UGT), Zaia foi nomeado pelo governador para incrementar o canal de interlocução com o sindicalismo. Os tucanos avaliam que, durante a gestão Serra, houve pouco contato com o movimento sindical.
O parlamentar paulista era nome de consenso dentro do PPS estadual e foi apresentado na primeira reunião da legenda com o governador, no início de novembro. A indicação contou com o aval da UGT, que apoiou Alckmin em sua eleição.
A primeira missão de Zaia será a de realizar um convênio com o Ministério do Trabalho para financiar, por meio do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), programas de qualificação profissional prometidos pelo tucano durante a campanha eleitoral pelo governo paulista este ano.
“A maior parte do secretariado eu tenho impressão de que é sem filiação. Uma grande parte é mais sua expertise. com compromisso programático, ético. Outros têm uma presença partidária maior”, esquivou-se Alckmin, ao ser questionado sobre a partilha política em sua gestão. O governador eleito disse que as próximas nomeações ocorrerão após o feriado do Natal.
Apesar da nomeação de Zaia, a partilha do secretariado está emperrada. A direção estadual do PV decidiu que a legenda está fora do próximo governo, mas a bancada verde ainda negocia cargos com o coordenador da transição e futuro chefe da Casa Civil, Sidney Beraldo.
Alckmin aguarda definição interna do PV para designar o nome que ocupará a pasta. Foram oferecidas aos verdes as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, de Esportes e de Saneamento e Energia.
O imbróglio com a direção estadual do PV teve início com o convite feito ao deputado estadual Bruno Covas (PSDB) para assumir a secretaria do Meio Ambiente, alvo máximo dos verdes. Covas deve aceitar a missão.
O PMDB paulista foi convidado a assumir a pasta de Agricultura, mas ainda não indicou os nomes que ocuparão a secretaria.

Julia Duailibi e Roberto Almeida – O Estado de S.Paulo

Petista Iriny Lopes fez carreira política no Espírito Santo

 Deputada federal é mineira e nasceu na cidade de Lima Duarte.
Foi eleita para 3º mandato; ela integra a corrente Articulação de Esquerda

Iriny LopesIriny Lopes foi eleita para seu terceiro mandato na
Câmara (Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)

A futura ministra-chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres, deputada Iriny Lopes (PT-ES), nasceu na cidade de Lima Duarte, em Minas Gerais, mas fez carreira política no Espírito Santo. Filiada ao PT desde 1984, ela integra a corrente Articulação de Esquerda e cumpre o seu segundo mandato como deputada federal. Em outubro, ela foi eleita para o seu terceiro mandato.

Na Câmara, Iriny Lopes teve atuação de destaque nas áreas de direitos humanos, políticas para as mulheres e minorias. Ela está em seu segundo mandato como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

A futura ministra já integrou diversas comissões técnicas, parlamentares de inquérito e especiais, além do Conselho de Ética – onde foi relatora do processo que culminou na cassação do deputado André Luiz (RJ), flagrado tentando extorquir dinheiro do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Iriny também foi relatora da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Escutas Telefônicas Clandestinas, quando pediu o indiciamento do banqueiro Daniel Dantas. A deputada já presidiu o PT no Espírito Santo, foi candidata a Presidencia Nacional do PT  e ocupou a vice-liderança do partido na Câmara dos Deputados.

Com a ida de Iriny Lopes para o primeiro escalão do governo, assume a vaga deixada por ela na Câmara, em fevereiro do próximo ano, o atual deputado Camilo Cola (PMDB-ES).

Do G1, com informações da Agência Brasil

A presidente eleita, Dilma Rousseff, confirmou nesta manhã, por meio de nota oficial, Afonso Florence para MDA e Iriny Lopes para Secretaria das Mulheres

A presidente eleita, Dilma Rousseff, convidou a deputada Iriny Lopes (PT-ES) para comandar a Secretaria das Mulheres e o deputado eleito Afonso Florence (PT-BA) para o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Natural de Salvador, Florence tem 60 anos e elegeu-se deputado federal em outubro. Ele foi secretário de Desenvolvimento Urbano no governo do petista Jaques Wagner. A escolha de Florence representa uma vitória da corrente de esquerda do PT, Democracia Socialista (DS), que havia se rebelado contra a indicação de Maria Lúcia Falcón (PT) para a pasta. Ela tinha o apoio dos governadores da Bahia, Jaques Wagner (PT), e de Sergipe, Marcelo Déda (PT).

A DS não se conformava em perder o controle do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), atualmente conduzido pelo ministro Guilherme Cassel. Seu antecessor no cargo foi Miguel Rosseto. Os dois gaúchos foram indicados pela Democracia Socialista.

Aos 54 anos, Iriny Lopes reelegeu-se em outubro para o seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados. Membro da Executiva Nacional do PT, ela foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), em 2005, e integrou o Conselho de Ética. Ela foi relatora do processo que culminou na cassação do ex-deputado André Luiz, do Rio de Janeiro, flagrado num diálogo em que tentava extorquir R$ 4 milhões do empresário de jogos Carlos Cachoeira. Em 2009 Iriny concorreu a presidencia do PT nacional pela chapa Esquerda Socialista por indicação da AE Articulação de Esquerda, corrente interna do PT.

O PT ficará com quase a metade das pastas da Esplanada –17. Também controlará o maior orçamento livre, R$ 56 bilhões em valores de 2010. O PMDB, do vice Michel Temer, ficou com seis pastas.

O PSB fechou sua cota sem conseguir aumentar seu espaço. Ciro Gomes também não entrou no primeiro escalão.

Na negociação, prevaleceu um dos desenhos iniciais, com duas pastas. Na Integração, com Bezerra Coelho, indicado pelo governador de Pernambuco e presidente do partido, Eduardo Campos, e Portos com Cristino, indicado por Cid Gomes.

A negociação com o PSB conseguiu ser mais difícil e demorada que as conversas para acomodar o PMDB. Tanto que, nos momentos finais das negociações, Dilma decidiu não juntar a secretaria de Portos com o setor aéreo, como esperava o PSB.

Confira o ministério de Dilma:

PT
Guido Mantega (Fazenda)
Alozio Mercadante (Ciência e Tecnologia)
Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral)
José Eduardo Cardozo (Justiça)
Antonio Palocci (Casa Civil)
Paulo Bernardo (Comunicações)
Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio)
Miriam Belchior (Planejamento)
Ideli Salvatti (Pesca)
Maria do Rosário (Direitos Humanos)
Fernando Haddad (Educação)
Alexandre Padilha (Saúde)
Luiza Bairros (Igualdade Racial)
Tereza Campelo (Desenvolvimento Social)
Luiz Sérgio (Secretaria de Relações Institucionais)

Afonso Florence (Desenvolvimento Agrário)

Iriny Lopes (Secretaria de Mulheres)

PMDB
Wagner Rossi (Agricultura)
Pedro Novais (Turismo)
Garibaldi Alves (Previdência)
Edson Lobão (Minas e Energia)
Moreira Franco (Secretaria de Assuntos Estratégicos)
Nelson Jobim (Defesa) – Cota pessoal

PR
Alfredo Nascimento (Transportes)

PDT
Carlos Lupi (Trabalho)

PP
Mário Negromonte (Cidades)

PC do B
Orlando Silva (Esporte)

PSB
Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional)
Leônidas Cristiano (Portos)

Sem filiação partidária
Alexandre Tombini (Banco Central)
Helena Chagas (Comunicação Social)
Antonio Patriota (Relações Exteriores)
Izabella Teixeira (Meio Ambiente)
Ana de Hollanda (Cultura)
Luís Inácio Lucena Adams (Advocacia-Geral da União)
Jorge Hage (Controladoria-Geral da União)
José Elito Carvalho Siqueira (Gabinete da Segurança Institucional)

Fontes: folha.com – Poder e estadao.com

Por determinação do STF e TSE TRE/RO altera quadro dos eleitos. Saiba quem entra e quem sai.

Deputado condenado a 13 anos de prisão tambem será diplomado: Natan e Maurão entram.

Até a manhã desta quarta-feira a presidente do TRE de Rondônia, Zelite Andrade Carneiro assina dois novos diplomas de deputados que foram eleitos, após a decisão dos ministros Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) e Marco Aurélio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinaram a retotalização dos votos no Estado. A Secretaria Judiciária do TRE refez os cálculos e determinou que a liminar de Celso de Melo garante o diploma a Natan Donadon (PMDB) e deputado diplomado Marcos Rogério da Silva Brito fica sem o diploma. Já com a liminar do ministro Marco Aurélio, que mandou contabilizar os votos dos candidatos com ficha suja do PV, PP e PTB, o atual deputado Maurão de Carvalho (PP) será diplomado. Já Edvaldo Rodrigues Soares (PMDB) perde o diploma de estadual eleito.

Na manhã desta quarta-feira a presidente do TRE encaminha ofícios a presidência da Assembléia Legislativa e da Câmara dos Deputados informando os novos diplomados e tornando sem efeito os diplomas de Edvaldo Rodrigues e Marcos Rogério. Nos ofícios ela explica que a decisão atende as liminares dos ministros

Popó herda vaga na Câmara após Negromonte ser confirmado como ministro de Dilma

Com a indicação nesta segunda-feira do deputado federal Mário Negromonte (PP-BA) para o Ministério das Cidades, ex-boxeador Acelino Freitas, o Popó (PRB), vai herdar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Alan Marques – 12.jun.2006/Folhapress
Popó herda vaga na Câmara após Negromonte ser confirmado como ministro
Popó herda vaga na Câmara após Negromonte ser confirmado como ministro

Ele é o primeiro suplente da coligação, utilizou nas urnas o número 1.000 e obteve 60.338 votos. “Quem já viu? A nossa presidente Dilma confirmou Negromonte como ministro oficialmente!”, disse Popó no Twitter.

“Nos próximos anos teremos Copa do Mundo e Olimpíadas. Esse é o momento do esporte brasileiro em forma de inclusão social, de trabalho. Agradeço aos mais de 60 mil eleitores que confiaram seus votos na minha história!”, reiterou.

Popó disse que fará o que sabe de melhor: lutar. “Agora tenho a honra de não só representar, mas trabalhar com mais forças para o povo. Vou fazer o que sei de melhor: lutar! Agora por vocês! Dedico essa vitória a Deus, a minha família, aos meus amigos, e com destaque a todos os meus eleitores!”

Fonte: folha.com – Poder

Em busca da razão científica II. O PT de Jales – SP na contra mão, incompetência?

 

Vamos pensar juntos? (Texto em processo de Construção Coletiva)

Esta reflexão está aberta para correções, observações, críticas e aprimoramentos. Participe usando o instrumento dos comentários disponível no blog

Recomendamos a leitura do texto anterior, disponível AQUI https://murilopohl.wordpress.com/2010/12/10/em-busca-da-razao-cientifica-do-figado-a-cabeca-a-evolucao-do-pt-de-jales-sp/, para facilitar o exercício proposto, de pensarmos juntos.  De qualquer forma, quando finalizamos o texto inicial, dia 10 de dezembro, estávamos diante de conclusões parciais, hipóteses a serem checadas e raciocínio a ser aprofundado. Reproduzo aqui a parte final do texto.

Fazendo o esforço de usar a “massa cinzenta” e não a “bílis” para fazer política e olhando o resumo desta “ópera” somos levados a concluir que: existem três possibilidades. 1) A afirmação é verdadeira. 2) A afirmação é mentirosa. 3) As duas hipóteses anteriores são verdadeiras.

Se é verdadeira a afirmação, então “a companheirada começou a pensar com o fígado em algum momento entre as eleições de 2002 e as eleições de 2006. Como pensar com o fígado é ruim, só pode trazer maus resultados. Os maus resultados apareceram depois de 2002, algo aconteceu entre 2002 e 2006. Algo que continua e fez piorar ainda mais o resultado (para o PT) em 2010.

Se for mentirosa a afirmação, somos obrigados a concluir que a causa dos problemas é outra e que temos a responsabilidade de continuar pensando para descobrirmos a verdade. Decorre também secundariamente a forçosa conclusão de que para buscar compreender a realidade não se deve ouvir quem não diz a verdade.

Se as duas hipóteses anteriores são verdadeiras, então forçoso é concluir que não é com a cabeça que a companheirada tem pensado e que na verdade esta é apenas uma parte da questão. Concluímos, igualmente, também que devemos continuar em busca das verdadeiras respostas e que elas não serão encontradas ouvindo o presidente da Comissão Executiva Municipal ou o “petista da velha guarda que pede anonimato”, pois eles não a dizem.

 

Nesta semana vivemos vários fatos que devem ser considerados em nosso pensar. Selecionamos dois: algumas ponderações de Camaradas nossos quanto ao processo eleitoral de 2006 e o discurso da Vereadora Tatinha PT antes da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jales. BAIXE AQUI https://murilopohl.wordpress.com/2010/12/14/eleicao-da-mesa-da-camara-municipal-de-jales-episodio-historico-claudir-aranda-pdt-foi-eleito-presidente/. A matéria e o discurso na íntegra.

O processo eleitoral de 2006 aconteceu em um quadro conjuntural dificílimo para o PT em todo o Brasil, especialmente em São Paulo. As forças conservadoras de oposição conseguiram fabricar clima de denuncias éticas contra o PT e governo Lula. Com apoio de meios de comunicação aliados, a tática que buscou jogar o Governo na vala comum da política tradicional imputando acusações de práticas como compra de apoio do Congresso no caso que ficou conhecido como “mensalão do PT”.  Todas as denuncias foram apuradas. Quando foi o caso, encaminhadas ao Judiciário, onde tramitam ainda hoje sem condenação. Mas o clima foi criado e interferiu nas eleições. Estaria aí a causa da queda da votação de nossos Deputados em Jales?

Com o objetivo de jogar luz sobre esta questão buscamos os resultados dos votos nominais de nossos Deputados no mesmo intervalo de tempos do levantamento feito no nosso município, agora em todo o Estado de São Paulo.

Resumo dos Resultados do PT no Estado de São Paulo, nas eleições proporcionais, Estadual e Federal, votos nominais, nos últimos 12 anos (1998 a 2010).

Estado de São Paulo
 ano Dep.Federal Dep. Estadual
1998 2.061.194 1.615.021
2002 4.119.242 3.554.928
2006 2.967.483 2.858.472
2010 3.204.789 3.749.145

Resumo dos Resultados do PT em Jales nas eleições proporcionais, Estadual e Federal, votos nominais, nos últimos 12 anos (1998 a 2010).

Jales

ano Dep. Federal Dep. Estadual
1998 2.466 3.580
2002 5.286 3.582
2006 3.311 1.829
2010 1.770 1.503

 

  

 Fica mais fácil a comparação se utilizamos recursos gráficos e mantemos a mesma escala: vejamos.

 Entre 1998 e 2002

 

Vejamos primeiro o desempenho das candidaturas a Deputado Federal (em azul). No período compreendido entre as eleições de 1998 e 2002 a melhoria do desempenho dos candidatos do PT foi muito semelhante. A legenda se fortalece em Jales tanto quanto no Estado de São Paulo, comparativamente o fortalecimento em Jales é até um pouco maior que no Estado.

Observando o desempenho das candidaturas a Deputado Estadual (em rosa). No período compreendido entre as eleições de 1998 e 2002 o desempenho dos candidatos do PT em Jales foi muito diferente. A legenda se manteve no mesmo patamar em Jales enquanto em todo o Estado de São Paulo acontece forte crescimento. Outro fator que chama a atenção é a diferença, quando comparamos as curvas dos resultados entre Federais e Estaduais, normalmente semelhantes, com variação parecida, no Estado, enquanto isso, em Jales é grande a disparidade.

Nossa interpretação, por ora, está na candidatura lançada pelo PT de Jales em 1998 e não viabilizada em 2002. Com candidatura própria, local, em 1998 o aumento da votação para Deputado Estadual foi maior que para Federal. Uma das causas está no ponto de partida, 1998, a outra causa está em 2002. Sem contar com uma candidatura local a votação se manteve. Não acompanhou onda de crescimento do PT em todo o Estado, que resultaria numa votação em torno de 4500 votos. Talvez seja necessário incluirmos também no comparativo a eleição anterior. Por ora, fiquemos com esta interpretação. Aguardemos as críticas para avaliarmos.

Entre 2002 e 2010.

Como levantado pelos Camaradas, é fato que em 2006 a votação nominal dos candidatos petistas sofreu uma redução em todo o Estado de São Paulo. Já em 2010, aconteceu forte recuperação. Em  Jales não foi assim. Alem de uma queda na votação maior que a estadual em 2006, esta queda se acentuou em 2010 em Jales. Os números falam por si próprios. O resultado do PT de Jales é completamente diferente, diferente para pior, do desempenho do Partido dos Trabalhadores em todo o Estado de São Paulo. A direção política dada ao partido em Jales claramente tem problemas. Isto se o foco for o PT.  O Partido dos Trabalhadores não está bem em Jales e isto não é reflexo do desempenho do Partido como um todo, no Estado. O PT de Jales segue na contra mão da história e isto tem, pelo menos, seis anos.

Eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jales.

 

Tratamos esta semana, em parte, das movimentações que culminaram no resultado da eleição da Mesa para 2011. Em parte, porque só tratamos dos aspectos que são públicos até agora. Fatos que já foram divulgados por dirigentes partidários, por titulares de mandato em suas falas públicas ou que de alguma forma foram divulgados pela imprensa. São públicos os resultados eleitorais, os outdoors e banners afixados publicamente e os carros adesivados em circulação com campanhas não petistas.

Quero aqui, neste momento, pedir licença, e afirmar que não concordo com a conclusão da Vereadora Tatinha. Não acredito na incompetência como causa da conjuntura que o Partido dos Trabalhadores vive em Jales. Não acredito que o problema seja que  infelizmente a companheirada se esqueceu que política se faz com a cabeça e não com o fígado…”. Acredito muito menos ainda que a causa seja a oposição, a luta interna ou que as causas sejam externas. É pior, muito pior, faz lembrar o Barão de Itararé.

O PT de Jales foi colocado na contra mão e está sendo mantido na contra mão. A questão é política, é de princípios, ela tem começo, meio, fim, e alguns endereços. É disto que precisamos começar a tratar, internamente inclusive, também. Vamos fazer isto?  O PT é o Partido dos Trabalhadores e Partido é dos Trabalhadores. Viva o PT !

TJ-SP cassa decisão que enquadrou Paulo Maluf na Lei da Ficha Limpa

Caso a previsão se confirme 497 mil votos de Maluf serão computados como válidos, com isto o PP de São Paulo terá uma aumento significativo da bancada. Alem de Paulo Maluf, provávelmente mais duas vagas de Deputado Federal serão ocupadas pelo partido Delegada Graciela assume e o Deputado Vadão Gomes retornará a Brasília. Fica a questão: quem são os atuais “eleitos” que correm o risco de dormirem Deputados e acordarem suplentes?

FLÁVIO FERREIRA
DE SÃO PAULO

A 7ª Câmara de Direito Público do TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo cassou a decisão que condenou Paulo Maluf (PP) por improbidade administrativa em uma suposta compra superfaturada de frangos pela Prefeitura de São Paulo.

A decisão revogada foi a que levou o deputado a ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral), que então anulou os 497 mil votos que ele recebeu nas eleições.

Segundo o advogado de Maluf, Eduardo Nobre, essa decisão permitirá que o deputado vença recurso no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra a decisão do TRE-SP e fará com que ele seja diplomado como eleito nesta sexta-feira.

O Ministério Público Estadual pedia a devolução do dinheiro aos cofres públicos ao acusar superfaturamento na compra de 1,4 tonelada de frango, em julho de 1996, por R$ 1,39 milhão, da empresa de sua mulher. O caso tornou-se um dos mais polêmicos envolvendo a gestão de Maluf.

A ação já havia sido julgada improcedente em primeira instância, em 2002, isentando o ex-prefeito de devolver o prejuízo aos cofres públicos. Além do ex-prefeito, foram citados na ação Marcelo Daura, ex-presidente da Comissão de Preços, Francisco Martin, ex-secretário de Abastecimento, e as empresas Obelisco Agropecuária, que pertence à mulher de Maluf, e Ad’Oro.

Fonte: Folha.com – Poder

Em busca da razão científica. Do fígado à cabeça: a evolução do PT de Jales – SP

Vamos pensar juntos? (Texto em processo de Construção Coletiva)

Esta reflexão está aberta para correções, observações, críticas e aprimoramentos, participe usando o instrumento dos comentários disponível no blog

Faz pouco tempo, foi publicada num semanário local uma notinha com o Companheiro Cacaio, que atualmente exerce a Presidencia do PT na cidade.  A notinha é assim. ” HEPATIVAN – Indagado sobre os mais recentes embates internos no ambito do PT de Jales, o presidente da comissão executiva Cacaio Nogueira, foi absolutamente econômico: ” infelizmente a companheirada se esqueceu que política se faz com a cabeça e não com o fígado…”. Já um petista da velha guarda, pedindo anonimato: a gente não precisa de adversários. Os companheiros se encarregam do auto-extermínio…”

A primeira coisa que me veio à cabeça foi: “lá vem a direção municipal arranjar uma desculpa para suas omissões“. Depos reli o texto e as idéias começaram a fluir. A que primeiro surgiu foi: “omissão nada, esses caras tem agido contra os interesses do PT faz tempo.” Mas diante de idéias aparentemente tão conflitante resolvi não concluir. Não chegar a um juízo, uma conclusão. Não quero ter meu pensamento embotado pelo fígado. Afinal o Cacaio ganhou a eleição que disputamos com ele pela presidencia do Diretório Municipal do PT de Jales. 

Resolvi refletir melhor sobre o que foi publicado. Esperar pela possível publicação de um, quem sabe, desmentido na próxima edição do semanário. Depois conclui ser prudente avaliar a tese da “autofagia” do velho militante anônimo. Mesmo sentindo cheiro de um pensamento velho, ultrapassado pela criação do PT que prima pela radicalização da democracia interna e o respeito aos princípios programáticos e ético partidários. Refletir melhor, analizar a conjuntura, afastar o fígado, buscar a racionalidade,  este foi o caminho apontado pela “direção municipal” e resolvi segui-lo. Vou buscar no passado as explicações para o presente, onde está a razão?

Tomada a decisão partimos para o planejamento. Reunimos um grupo de companheiros e partimos para a ação. Fomos ouvir o pensamento e as histórias de velhos companheiros. Fomos juntar dados históricos. Conseguimos juntar muita coisa e mesmo antes de terminar a tarefa a que nos propusemos vamos dando publicidade a algumas informações, assim fica mais fácil pensar, vamos pensar juntos ?

1998: Eu quero Marta Governadora. A estrela do PT sobe, quase chegamos ao segundo turno.  PT empresta cridibiliade para os Tucanos em São Paulo e ajuda a criar cobras que voam.

Primeiro vamos observar os ultimos resultados das eleições que o PT disputou em Jales, comparar resultados, começamos em 1998. Naquele ano dois candidatos de Jales disputaram as eleições para Deputado Estadual. O então vereador Luiz Especiato, hoje coordenador da Macro Noroeste Paulista e o finado José Carlos Guisso do PSDB. Em Jales Especiato foi o grande puxador de votos da legenda do PT, segundo mais votado na cidade com 3460 votos, (o Guisso foi o primeiro com 7452 votos)  responsável pelo significativo crescimento da votação Partido dos Trabalhadores, para o Legislativo Estadual, vejamos:

PT JALES 1998 DEP ESTADUAL
13122 LUÍS ESPECIATO                   3460
13101 AMARILDO BOLITO 22
13104 JOSÉ CARLOS A GONÇALVES 12
13198 ENI FERNANDES 10
13136 ANA MARIA DO CARMO ROSSETO 9
13233 ROBERTO FELÍCIO 8
13123 JOSE ZICO PRADO DE ANDRADE 6
13212 PEDRO ANTONIO BIGARDI 5
13184 MARIA LÚCIA PRANDI GOMES 5
13121 DJALMA DE SOUZA BOM  5
13244 FRANCISCO JESUS DA PAZ 4
13288 ROBERTO GOUVEIA NASCIMENTO 4
13231 JAYME APARECIDO TORTORELLO 3
13210 JOSE CARLOS SOBRAL 3
13134 LUIZ PAULO TEIXEIRA FERREIRA 3
13254 GILBERTO MORGADO 2
13246 MÁRCIO GOMES CAMACHO 2
13240 MARCO ANTONIO DA SILVA 2
13222 ALBERTO SOARES DA SILVA 2
13120 CANDIDO ELPÍDIO S VACCAREZA 2
13110 WAGNER LINO ALVES 2
13232 ANTONIO GILBERTO SILVÉRIO  1
13223 JOANA LEAL GARCIA  1
13201 RENATO SIMÕES 1
13199 ANTONIO MENTOR DE M SOBRIN. 1
13180 MÁRIO KLETTEMBERG 1
13166 TEREZA CRISTINA DE S LAJOLO 1
13156 HELENI BARREIRO F DE PAIVA 1
13155 CARLOS ALBERTO V COELHO 1
13131  MARCOS LOPES MARTINS 1
 PT  TOTAL DE VOTOS NOMINAIS 3.580

Quero Lula lá. Mas a compra de votos no Legislativo Federal viabiliza a reeleição do Tucano FHC no Planalto Central 

O Prefeito Municipal em exercício era Antonio Sanches Cardozo, o Rato – PMN seu vice Humberto Parini, Parini -PT que rompeu politicamente com o Prefeito. Foi o período em que veio à tona o “caso Facip” que resultou na condenação dos réus em primeira e segunda instancias, mas que ainda hoje tramita sem ter transitado em Julgado. A administração do PMN e o Partido, PT foram fortalecidos pela atuação do então Deputado Federal Luciano Zica – PT que destinou recursos para a construção do Pronto Socorro Municipal/Regional de Jales. A resposta foi o apoio tambem destes dois grupos unidos e Zica foi o terceiro mais votado (1º Vadão PP 6.092 votos; 2º Edinho Araújo PMDB 2.422 votos). Isto  se refletiu muito na eleição em Jales, para Deputado Federal em 1998, vejamos:

PT JALES 1998 DEP FEDERAL
1380 EUSTAQUIO LUCIANO ZICA 2068
1313 JOSE GENOINO NETO 148
1350 MUSSA CALIL NETO 54
1390 ALOIZIO MERCADANTE OLIVA         43
1360 JOSÉ GIACOMO BACCARIN            30
1369 JOSE DIRCEU DE OLIV. E SILVA 27
1331 RICARDO JOSÉ RIBEIRO BERZOINI 22
1323 ANTONIO PALOCCI FILHO 12
1355 MARCO ANTÔNIO RILLO  11
1330 IVAN VALENTE 7
1301 JOSÉ MACHADO 7
1322 ARLINDO CHIGNALIA JUNIOR 5
1351 LUIZ EDUARDO R. GREENHALGH 5
1333 JOSÉ LUIZ RIANI COSTA 4
1304 TELMA SANDRA A DE SOUZA 4
1321 EDUARDO JORGE  ALVES SOBRI 3
1344 MARTISALÉM COVAS PONTES   2
1310 IARA BERNARDI 2
1398 RUI GOETHE DA COSTA FALCÃO 2
1354 LUIZ CARLOS DA SILVA 2
1325 JOÃO PAULO CUNHA  1
1320 JOSE CARLOS COLABARDINI  1
1317 ANGELA MORAES GUADAGNIN 1
1314 JOSE ODAIR DAHMEN 1
1399 JOSE TADEU DA SILVA 1
1388 ANTONIO GALDINO 1
1371 JAIR ANTONIO MENEGUELLI 1
1345 JOÃO PEDRO PLACIDINO 1
 PT   TOTAL DE VOTOS NOMINAIS 2466

 

2002: José Genoino faz vibrante campanha em Jales e Região, votação aumenta mas Tucanos ganham de novo.

Em 2002 o PT de Jales não lançou candidato a Deputado. Luiz Especiato não foi reeleito vereador em 2000, apesar da boa votação obtida. Especiato passou a presidir o Diretório Municipal do PT. Do ponto de vista organizacional o PT tambem renovou a coordenação da Macro Noroeste Paulista, trazendo para esta função, em substituição ao Angelo Bolzan, o Cacaio de Paranapuã. Unica cidade na região a eleger um Prefeito do PT.

Assim o Partido optou pelo lançamento de um candidato, da cidade de Votuporanga, o Jurandir Benedito da Silva, o Jura como é mais conhecido. O jovem Jura, ex-vereador, havia disputado a eleição para Prefeito de Votuporanga em 2000 com um desempenho avaliado pelo PT como muito bom. Foi o candidato mais votado do PT em Jales com 1241 votos.  Outro candidato que recebeu apoio foi José Zico Prado, candidato à reeleição com base na Zona Leste da Capital, é natural da região e estreitou laços com o PT de Jales no período e teve um significativo aumento na sua votação (6 votos em 1998) foi para 1226 votos. Alem disto outros 13 candidatos do PT obtiveram boa votação (relativamente) mostrando um fortalecimento partidário como um todo. O grande ponto de unidade foi a dobrada Federal, todos dobraram com Luciano Zica para Federal. No geral, mesmo sem candidato municipal, a votação nominal do PT aumentou.

 PT JALES 2002 DEP ESTADUAL
13258 JURA (JURANDIR BENEDITO DA SILVA) 1241
13123 ZICO (JOSE ZICO PRADO DE ANDRADE) 1226
13456 BETH SAHÃO (ELISABETH SAHÃO) 403
13688 ENI FERNANDES (ENI FERNANDES) 217
13233 ROBERTO FELICIO  (ROBERTO FELICIO) 86
13505 DIRCEU RAPOSO (DIRCEU RAPOSO DE MELLO) 52
13900 REGINA PARIZI (REGINA RIBE. PARIZI CARVALHO) 45
13184 MARIA LÚCIA PRANDI (MA LUCIA PRANDI GOMES) 36
13999 CICERO (CICERO APARECIDO DA SILVA) 23
13122 PROF ANTONIO SERGIO (ANT SERGIO EDUARDO) 21
13579 RONDINO (EDUARDO GUERINO RONDINO) 20
13560 CHICÃO (FRANCISCO RAIMUNDO DOS SANTOS) 17
13913 DONISETE BRAGA (DONISETE PEREIRA BRAGA) 17
13156 HELENI DE PAIVA (H BARREIRO DE PAIVA LINO) 15
13731 MÁRIO REALI (MARIO WILSON PEDREIRA REALI) 13
13169 EMIDIO DE SOUZA (EMIDIO PEREIRA DE SOUZA) 8
13765 NEI CAETANO (NEI CAETANO DE ANDRADE) 8
13632 ANA DO CARMO (ANA MAR DO CARMO ROSSETO) 7
13666 CARLOS NEDER (CARLOS A PLETZ NEDER) 7
13300 EZISTO CESARI (EZISTO HELIO F CESARI) 7
13131 MARCOS MARTINS (MARCOS LOPES MARTINS) 7
13654 PROF ALONSO (ALONSO BEZERRA DE CARVALHO) 7
13567 PROF LISETE (LISETE REGINA GOMES ARELARO) 6
13112 RENATO RODRIGUES (RENATO ROD SANTOS) 6
13252 SILVANA (SILVANA DONATTI) 6
13132 RUI MAGUILA (RUI BATISTA ALVES) 5
13121 SERGIO CERQUEIRA (JOSE SERGIO CERQUEIRA) 5
13420 ADAUTO (ADAUTO APARECIDO SCARDOELLI) 4
13631 CARLOS ORPHAM (CARLOS A CORREA ORPHAM) 4
13210 DOUTOR SOBRAL (J CARLOS OBRAL)                             4
13010 TIÃO MACEDO (SEBASTIÃO MACEDO PEREIRA) 4
13199 ANTONIO MENTOR (ANT MENTOR DE M SOBR) 3
13600 BRAMBILLA (SALVADOR MESSIAS BRAMBILLA) 3
13640 LUIZ RÚBIO (LUIZ CARLOS RUBIO) 3
13633 PROF. RICARDO ALVAREZ (RICARDO ALVAREZ) 3
13580 TIAOZINHO (SEBASTIÃO MOREIRA ARCANJO) 3
13031 AYMAR (AYMAR JOSE RUBIO FARIA) 2
13117 CARLINHOS ALMEIDA (CARLOS JOSE DE ALMEIDA) 2
13001 CLAUDIA KERBER (CLAUDIA EHLERS KERBER) 2
13478 EDMILSON (EDMILSON DE NOLA SA) 2
13130 FALCÃO (BENEDITO JOSE ALMEIDA FALCÃO) 2
13251 GÊ (GERALDO TEOTONIO DA SILVA) 2
13206 GILSON PELIZARO (GILSON  DONIZETE PELIZARO) 2
13231 HAMILTON LACERDA (H BROGLIA F DE LACERDA) 2
13000 MARCEL (MARCEL JUVINIANO BARROS) 2
13750 MAURO MENUCHI (MAURO MARCIAL MENUCHI) 2
13333 ROBERTO CASSEB  (ROBERTO CASSEB) 2
13656 BARRIL (CARLOS ROB GAGLIARDI BARRIUNOVO) 1
13111 BORIM (LUIS FERNANDO LOPES BORIM) 1
13133 ELI TEODORO (ELI TEODORO DE OLIVEIRA) 1
13270 HENRIQUE PACHECO (HENRI SAMPAIO PACHECO) 1
13500 JOSÉ ALFREDO BOSI (JOSE ALFREDO BOSI) 1
13644 MAZE (MARIA JOSE FAVARÃO)                                                                               1
13400 MIGUEL LEME (MIGUEL LEME FERREIRA)        1
13011 PAULO BATISTA (PAULO BATISTA DE SOUZA)          1
13136 PAULO BUFALO (PAULO ROBERTO BUFALO)            1
13113 PAULO SIQUEIRA (PAULO SIQUEIRA)                        1
13601 PROF AGNÉRIO (AGNERIO NERI FERREIRA)     1
13606 RAQUEL PICELLI (RAQUEL P BERNARDINELLI) 1
13201 RENATO SIMÕES (RENATO SIMÕES)                     1
13800 SENIVAL (SENIVAL PEREIRA DE MOURA)  1
13134 SIMAO PEDRO (SIMÃO PEDRO SCHIOVETTI)         1
13651 VICENTE CÂNDIDO (VICENTE CANDIDO DA SILVA)  1
13110 WAGNER LINO (WAGNER LINO ALVES) 1
13024 ZUBA (CLAUDIA MARIA ZUBA) 1
  PT  TOTAL DE VOTOS NOMINAIS 3582

2002: Agora é Lula. 

Eleito Lula Presidente do Brasil o PT segue crescendo em Jales

A Prefeitura Muncipal de Jales era governada pelo Prefeito Caparroz – PP.  Tradicional lider malufista, Caparoz fora eleito vice-prefeito na coligação que encabeçada por José Carlos Guisso – PSDB. Em acidente automobilistico Guisso faleceu e com isto Caparoz assumiu. Caparroz estava com a saúde frágil e com idade avançada. Fragil saúde, frágil liderança.

O PT tinha um único representante no legislativo municipal, a Vereadora Aracy Murari Cardozo, conhecida como Tatinha. O PT era fortemente combatido e atacado. Aconteceu todo tipo de tentativas de calar e vilipendiar os quadros do Partido. Todas as semanas o partido se reunia, debatia a pauta do legislativo e os problemas municipais. A sede montada com apoio de Luciano Zica, bem em frente à Camara Municipal abria todos os dias e sempre tinha gente. Funcionava tambem como sede da Macro e Comitê Eleitoral. O resultado da eleição, com apoio informal tambem do PMN local, espelhou isto com forte crescimento em relação à 1998.

 PT JALES 2002 DEP FEDERAL
1380 ZICA (EUSTAQUIO LUCIANO ZICA) 3017
1347 PADRE SARDINHA (ANT. DE JESUS SARDINHA) 1705
1313 ZÉ DIRCEU (JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA)     188
1331 RICARDO BERZOINI 36
1368 MÁRCIO LADEIA (MARCIO HENRIQUE LADEIA)        32
1330 IVAN VALENTE (IVAN VALENTE)                                29
1351 LUIZ EDUARDO GREENHALGH (LUIZ EDUA) 28
1325 JOÃO PAULO (JOAO PAULO CUNHA)                          25
1301 JOSÉ EDUARDO CARDOZO 22
1355 DURVAL ORLATO (DURVAL LOPES ORLATO)           18
1390 VICENTINHO (VICENTE PAULO DA SILVA)                18
1312 JUAREZ SOARES (JUAREZ SOARES MOREIRA)          17
1345 LUIZ DOS LIVROS (LUIZ CARLOS QUITZAN)              13
1358 DURVAL DE CARVALHO 12
1311 LARGUESA (LUIS VANDERLEI LARGUESA)                10
1388 PAULÃO DO PT (PAULO CESAR DA SILVA)                10
1321 ROBERTO GOUVEIA 10
1344 BOLDRIN (ANTONIO JOSE BOLDRIN)       8
1371 JAIR MENEGUELLI (JAIR ANTONIO MENEGUELLI)   7
1318 RUBINELLI (WAGNER RUBINELLI)                        7
1336 PROF. BACCHIM (JOSE ANTONIO BACCHIM)            6
1328 ROQUE FERREIRA (ROQUE JOSE FERREIRA)              6
1304 TELMA DE SOUZA  (TELMA SANDRA A DE SOUZA) 6
1368 ZARATTINI (RICARDO ZARATTINI FILHO)           6
1322 ARLINDO CHINAGLIA (ARLINDO CHIGNALIA JR) 5
1324 BETO DE JESUS (ROBERTO DE JESUS)                      5
1317 ANGELA GUADAGNIN 4
1333 GARCIA (ANTONIO CARLOS GARCIA)                        4
1338 PEDRO ROMUALDO (PEDRO LUIZ ROMUALDO)         4
1314 CASSIANO PIMENTEL 3
1343 JORGINHO (JORGE LUIS MARTINS)                         3
1332 JOSÉ MENTOR (J M GUILHERME DE MELLO) 3
1350 LINEU NAVARRO 3
1340 PAULO BLASCKE (PAULO ROBERTO BLASCKE)         3
1320 COLABARDINI (JOSE CARLOS COLABARDINI)        2
1310 IARA BERNARDI (IARA BERNARDI)                     2
1365 MAURO BOZZI (MAURO JOSE BOZZI)                   2
1323 PROFESSOR HERCULANO 2
1357 PROFESSOR MACEDO (LUIZ DAVID DE MACEDO)    2
1334 BETO CANGUSSÚ 1
1360 DOUTOR ANTONIO FERNANDES 1
1316 FLÁUDIO AZEVEDO (FLAUDIO AZEVEDO LIMAS)    1
1335 ORLANDO FANTAZINI 1
1377 RENÊ (RENE JOSE TRENTIN SILVEIRA)                 1
1327 XUXU (EDNIR ALVES VELUDO)                                                                                1
 PT  TOTAL DE VOTOS NOMINAIS 5289

 

2006 Mercadante é nosso candidato à Governador.

Em 2006 o PT não lança candidato a Deputado em Jales ou na Macro Região Noreseste Paulista. Dois anos antes, em 2004 o PT chegou ao Governo Municipal elegendo Parini prefeito liderando uma coligação que tinha como bandeira central a proximidade com  Lula e a sintonia com o Governo Federal. Tatinha foi reeleita e Especiato conseguiu retornar à Camara Municipal de Jales como vereador. Na coordenação da Macro Noroeste permaneceu Cacaio, vencendo a primeira disputa de chapas no PED não houve unanimidade. A direção do DM passou às mãos do mais próximo auxiliar do Nobre Alcaide Parini. Niltom Marques foi eleito presidente com base em acordo unânime cuja base era mostrar externamente uma unidade fundamental para o bom desempenho do Governo Municipal. 

A campanha foi praticamente toda controlada  pelos quadros vinculados ao Governo Municipal. O PT não mais era prioridade, em nome da “governabilidade” prefeito declarou apoio ou designou apoio a candidatos de outros partidos da “base aliada” como Claudir Aranda do PDT. Correm informações, não confirmadas, de que tambem a candidata do PSDB Analice Fernandes teve algum apoio.

Mesmo com a aceitação pelo Padre Sardinha de compor a chapa estadual do PT, indo para o sacrifício, tendo o Partido como prioridade, a votação da chapa cai pela metade.

 

  PT JALES 2006 DEP ESTADUAL
13123 JOSÉ PRADO DE ANDRADE 850
13680 ANTONIO  JESUS SARDINHA 706
13456 ELISABETH SAHÃO 137
13121 ANA LÚCIA LIPPAU PERUGINI 19
13633 AGNELO DA SILVA MATOS NE 16
13310 APARECIDO SÉRIO DA SILVA 10
13913 DONISETE PEREIRA BRAGA 10
13622 JOÃO PAULO RILLO 9
13688 ENI FERNANDES 7
13000 GERALDO APARECIDOFREITAS 6
13131 MARCOS LOPES MARTINS 6
13632 ANA MARIA DO CARMO ROSS 5
13331 GUSTAVO VERGILIO DE PAUL 5
13113 MARIA ANTONIETA DE BRITO 5
13184 MARIA LÚCIA PRANDI GOMES 5
13500 CARLOS ALBERTO V COELHO 4
13130 CARLOS JOSÉ JOAQUIM 4
13132 LUIS CARLOS LAURINDO 4
13125  JANUÁRIO DA S SANTANA 3
13199 ANTÔNIO MENTOR DE MELLO 2
13133 ELI TEODORO DE OLIVEIRA 2
13213 IZALENE TIENE 2
13252 ALEXANDRE S PIMENTEL 1
13455 ÂNGELO RAFAEL BARRETO 1
13413 CARLOS PEREIRA ANDRADE 1
13246 FRANCISCO JESUS DA PAZ 1
13200 FCO NASCIMENTO DE BRITO 1
13251 GERALDO TEOTÔNIO SILVA 1
13569 JAIRO GOLLA 1
13613 LOURIVALDO M. OLIVEIRA 1
13001 ROSEANE HENRIQUE  SANTOS 1
13156 RUI G DA COSTA FALCÃO 1
13580 SEBASTIÃO M. ARCANJO 1
13134 SIMÃO PEDRO CHIOVETTI 1
 PT  TOTAL DE VOTOS  NOMINAIS 1829

Não troque o certo pelo duvidoso. É Lula de novo com a força do povo.

Pela primeira vez na história de Jales vimos o PT disputar uma campanha estando à frente do Governo Municipal. Nilton Marques, o presidente da Comissão Executiva recebeu uma imensa carga de tarefas da Prefeitura. Era motivo de brincadeiras amistosas o grande número de presidencias e representações que tinha sob sua responsabilidade. A sede do Partido mudou de local e não mais aconteciam reuniões. A sede em frente à Camara, na Rua Seis, depois de uma breve passagem pela Rua nove, foi parar na Rua Bom Pastor, local bem fora do centro… era a extratégia.

A unidade política anterior em torno da candidatura de Luciano Zica foi substituída pela fragmentação em nome de se conseguir mais “emendas” e “apoio mais amplo” para o Governo de Jales. Este discurso era tão levado à sério que o secretariado foi “loteado” pelo prefeito conforme os compromissos assumidos por ele. Quem chegava em Jales, ao passar em frente à chacara do Prefeito via lá instalado um outdoor do Vadão Gomes – PPB, tendo sido divulgada notícia na imprensa da gratidão do Deputado ao trabalho da Primeira Dama na campanha.

O resultado foi que a votação de todos os deputados federais do PT somada (3.311), contando inclusive os votos dados a Luciano Zica (1.657), agora sem o apoio grupo local do PMN, que se transferiu para o PDT. Quase que todo o Partido junto não igualou a votação do próprio Zica (3.017) em Jales sózinho, quatro anos antes.

  PT JALES 2006 DEP FEDERAL
1380 EUSTÁQUIO LUCIANO ZICA 1.657
1325 JOÃO PAULO CUNHA 374
1354 LUIZ CARLOS DA SILVA 354
1369 DEVANIR RIBEIRO 280
1322 ARLINDO CHIGNALIA JÚNIOR 203
1321 ROBERTO GOUVEIA 119
1313 JOSÉ GENOINO NETO 89
1312 CÂNDIDO VACCAREZZA 48
1351 LUIZ EDUARDO GREENHALGH 37
1355 DURVAL LOPES ORLATO 18
1368 ANTONIO LEITE DA SILVA 17
1323 ANTÔNIO PALOCCI FILHO 14
1314 GILMAR DOMINICI 11
1308 SONIA FRANCINE GASPAR 8
1345 MOACIR DOS SANTOS 7
1311 LUIS VANDERLEI LARGUESA 7
1364 RENATO SIMÕES 6
1352 EDSON THOMAZ MARTINS 6
1331 RICARDO J RIBEIRO BERZOINI 6
1390 VICENTE PAULO DA SILVA 5
1315 SÉRGIO DESIDERÁ 5
1300 IVANIO BATISTA DA SILVA 5
1330 EVERALDO SANTOS MELAZZO 4
1310 IARA BERNARDI 4
1301 JOSÉ E MARTINS CARDOZO 4
1338 JOSÉ MACÁRIO DOS SANTOS F 3
1333 SÉRGIO JOSÉ CUSTÓDIO 3
1302 DURVALINA G  SILVA GARCIA 3
1378 MÁRCIO HENRIQUE LADEIA 2
1370 CARLOS  ROLIM ZARATTINI 2
1360 OSWALDO DIAS 2
1350 MARKUS SOKOL 2
1305 ALBERTO R DOS SANTOS 2
1356 EDSON DA PAZ 1
1340 PAULO ROBERTO BLASCKE 1
1304 TELMA SANDRA A DE SOUZA 1
1303 DIRCEU DE BRITO FARIAS 1
 PT TOTAL DE VOTOS NOMINAIS 3311

 

2010 É Mercadante 13 para São Paulo tambem Mudar!

Em 2010 o PT não lança candidato a Deputado em Jales ou na Macro Região Noreseste Paulista. Dois anos antes, em 2008 o PT manteve ao Governo Municipal reelegendo Parini prefeito liderando uma coligação mais ampla, agora incluido o PMDB e mantendo a bandeira central a proximidade com  Lula e a sintonia com o Governo Federal, que tinha dado certo antes. No Legislativo Tatinha e Especiato foram reeleitos e o PT elegeu uma terceria representante, a recem filiada Pérola Cardoso. Com os partidos aliados o Governo conseguiu maioria na Camara Municipal de Jales.

A coordenação da Macro Noroeste passou a ser responsabilidade de Especiato cuja chapa obteve pouco mais de 60% dos votos.  Venceu a segunda disputa de chapas no PED mas com uma maioria bem menos ampla. A direção do DM passou às mãos de Cacaio que venceu a primeira disputa num PED municipal com 90% dos votos com o apoio do Alcaide Parini que candidatou-se  para membro do Diretório Estadual do PT e foi eleito.  

A coordenação da campanha foi toda controlada  pelos quadros vinculados ao Governo Municipal e a sua base aliada. O PT continuou a não ser prioridade, a sociedade civil tão pouco, em nome da “governabilidade” prefeito declarou apoio ou designou apoio a candidatos de outros partidos da “base aliada” como Paulo Mariane do PSB. Informações confirmadas dão conta ainda que tambem a candidata do PSDB Analice Fernandes teve apoio (mas há quem diga que Parini pegou mesmo foi uma carona).

Casa Roçada residencia do Alcaide Parini filiado e dirigente estadual do PT

A chapa estadual teve o pior resultado dos ultimos 12 anos. O candidato mais votado do PT (Roberto Felício) teve menos de 500 votos em Jales. Zico Prado que há muito é um fiel aliado do grupo palaciano com 257 votos quase perdeu a segunda posição no PT para João Paulo Rillo (231 votos) que trabalhou  a campanha, assim como Beth Sahaão e outros, de maneira dissociada do grupo palaciano.  Enquanto isso os candidatos que apoiavam Serra e Alckmin tiveram: Analice – PSDB (8.058 votos); Itamar Borges – PMDB (4.229 votos); Carlão Pignatari – PSDB (805 votos) para não falarmos do candidato local do PSB Paulo Mariani que obteve 4.927 votos, quase alcançando o patamar de Claudir Aranda na eleição anterior.

 PT JALES 2010 DEP ESTADUAL
13400 ROBERTO FELICIO 437 1,62%
13123 ZICO 257 0,96%
13622 JOÃO PAULO RILLO 231 0,86%
13456 BETH SAHAO 143 0,53%
13113 EDINHO SILVA 119 0,44%
13199 ANTONIO MENTOR 78 0,29%
13121 ANA PERUGINI 43 0,16%
13258 ESTELA ALMAGRO 37 0,14%
13640 JOSÉ CANDIDO 16 0,06%
13913 DONISETE BRAGA 15 0,06%
13611 ISAC REIS 12 0,04%
13222 ADRIANO DIOGO 9 0,03%
13731 ZÉ ANTÔNIO 9 0,03%
13750 ELISEU COSTA 8 0,03%
13613 BRENO CORTELLA 8 0,03%
13006 DR. JOÃO CARLOS 7 0,03%
13131 MARCOS MARTINS 6 0,02%
13134 SIMÃO PEDRO 6 0,02%
13137 IVANETE VIEIRA 6 0,02%
13310 LUIZ CLAUDIO MARCOLINO 5 0,02%
13666 ZÉ ARISTEIA 5 0,02%
13632 ANA DO CARMO 4 0,01%
13644 JOÃO ANTONIO 4 0,01%
13313 RENATO DO GEB 4 0,01%
13000 ANDERSON SILVA 3 0,01%
13300 EUVANILDE 2 0,01%
13132 DR. LUIZINHO 2 0,01%
13125 WILSON SANTOS 2 0,01%
13122 TONINHO DO PT 2 0,01%
13111 JURA 2 0,01%
13133 ELI TEODORO 2 0,01%
13156 RUI FALCÃO 1 0,01%
13114 ENIO TATTO 1 0,01%
13999 CARLOS NEDER 1 0,01%
13789 TITO 1 0,01%
13790 TOFFOLI 1 0,01%
13213 PADRE JUZEMILDO 1 0,01%
13023 GALENO AMORIM 1 0,01%
13555 LELO PAGANI 1 0,01%
13658 MÁRCIO CHAVES 1 0,01%
13012 BETO COELHO 1 0,01%
13103 PORTUGUÊS 1 0,01%
13580 TIÃOZINHO 1 0,01%
13633 MIRANDA 1 0,01%
13022 PROF CLEITON GOMES 1 0,01%
13490 ADINAN ORTOLAN 1 0,01%
13413 RAFAEL AGOSTINI 1 0,01%
 PT Votos Nominais Total  1.500 5,67%

 

2010 É Dilma 13 para o Brasil Seguir Mudando!

Pela segunda vez na história de Jales vimos o PT disputar uma campanha estando à frente do Governo Municipal e do Governos Federal. Sob a presidencia do companheiro Cacaio a sede do Partido se manteve na distante Rua Bom Pastor  e praticamente e não mais acontecem reuniões do Diretório Municipal. Foi mantida e radicalizada a “extratégia” anterior. 

As ruas espelharam a falta de militancia política decorrente da “extratégia”. Cavaletes nas calçadas ou “homens-poste” segurando bandeiras. Nas ruas apenas se viu a Kombi com “militantes de hollerity”. Funcionários em cargos de confiança da Prefeitura e de terceirizados, estavam na campanha, quando apareciam. Na reta final em algumas poucas carreatas.  Na reta final, tambem, a única e importante ação mais política foi um carro de som onde Especiato pedia votos para seus candidatos a Federal e Estadual, que foram relativamente bem votados.

Na residencia do Alcaide foram colacados  e o povo viu, por muito tempo, vários banners da candidata do PSDB Analice Fernandes. Veiculos dele e de familiares adesivados com material do Valdemar Costa Neto do PR e a cidade viu tambem grande número de placas do Vadão Gomes (da “base aliada). Estes foram os exemplos para a militancia, só faltou dizer: _ Petistas, partido é coisa fora de moda, caiam fóra!  

A Direção Estadual da Campanha, atendendo ao PMDB, agendou em Jales o grande ato inicial de mobilização do PMDB à campanha. Nas vésperas o PT local tentou, e mal, pegar carona e disfarçar o desconforto.

O resultado foi que a votação de todos os deputados federais do PT somada (1.746), se reduziu a 1/3 (um terço) da voração de 2002, ou 50% (metade) dos votos de 2006 (que já tinha sido um verdadeiro fiasco). Todos os Deputados Federais do PT que sempre ajudaram Jales tiveram resultados pífios, menos Vadão-PP que teve 6.673 votos. Enquanto isto, Rodrigo Garcia-DEM teve4.771 votos, Julio Semeghini – PSDB teve 2.349 votos, Tirica – PR 951 votos (sem campanha), Edinho Araujo – PMDB (do Serra) 862, Chalita – PSB 721 votos e Dado – PDT 517 votos em Jales, colhendo os frutos de suas aticulações locais.

Devanir Ribeiro (aliado incondicional do Prefeito Parini) na vizinha Fernandópolis, governada pela oposição e domicilio do Deputado Julio Semeghini, sozinho, teve 2.911 votos. Devanir teve me Fernandópolis mais de 1.200 votos a mais que a votação dada por Jales a todos os deputados do PT juntos. Resumindo os votos nominais de todos o candidatos a Deputado Federal do PT em Jales somados não fariam o coeficiente eleitoral para eleger um único vereador na cidade.

 PT JALES 2010 DEP FEDERAL
1325 JOÃO PAULO CUNHA 514 1,98%
1318 NEWTON LIMA NETO 217 0,84%
1322 ARLINDO CHINAGLIA 183 0,70%
1369 DEVANIR RIBEIRO 131 0,50%
1331 RICARDO BERZOINI 121 0,47%
1332 JOSÉ MENTOR 98 0,38%
1312 VACCAREZZA 39 0,15%
1301 VICENTE CANDIDO 34 0,13%
1398 PAULO TEIXEIRA 25 0,10%
1321 FILIPPI 10 0,04%
1316 CARLINHOS ALMEIDA 8 0,03%
1390 VICENTINHO 6 0,02%
1345 VANDERLEI SIRAQUE 6 0,02%
1387 JANETE PIETÁ 1 0,01%
1302 PROF JAIR BALESTRA 141 0,54%
1313 GENOINO 100 0,38%
1333 PROF.CARLÃO RAMIRO 29 0,11%
1366 RENATO SIMÕES 18 0,07%
1340 TENENTE PAZ 11 0,04%
1311 LARGUESA 11 0,04%
1378 MARIA LUCIA PRANDI 7 0,03%
1362 REGINALDO PERNAM 7 0,03%
1310 IARA BERNARDI 6 0,02%
1355 DURVAL ORLATO 6 0,02%
1300 IVANIO BATISTA 5 0,02%
1319 TEREZINHA RONDELLI 2 0,01%
1380 ANGELO BARRETO 2 0,01%
1330 PIVATTO 2 0,01%
1364 CARLOS AQUINO 2 0,01%
1315 HELCIO SILVA 2 0,01%
1356 EDSON DA PAZ  1 0,01%
1360 RUBINHO BASTOS 1 0,01%
PT Votos Nominais – Total 1746 6,74%

 

Resumo dos Resultados do PT em Jales nas eleições proporcionais Estadual e Federal, votos nominais,  nos ultimos 12 anos (1998 à 2010).

Relembrando a fala inicial da direção municipal do PT de Jales. ” infelizmente a companheirada se esqueceu que política se faz com a cabeça e não com o fígado…”. Já um petista da velha guarda, pedindo anonimato: “ a gente não precisa de adversários. Os companheiros se encarregam do auto-extermínio…”

Fazendo o esforço de usar a “massa cinzenta” e não a “bílis” para fazer política e olhando o resumo desta “ópera” somos levados a concluir que: existem três possibilidades. 1) A afirmação é verdadeira. 2) A afirmação é mentirosa. 3) As duas hipóteses anteriores são verdadeiras.

Se é verdadeira a afirmação, então “a companheirada começou a pensar com o fígado em algum momento entre as eleições de 2002 e as eleições de 2006. Como pensar com o fígado é ruim, só pode trazer maus resultados. Os maus resultados apareceram depois de 2002, algo aconteceu entre 2002 e 2006. Algo que contiua, continua e fez piorar ainda mais o resultado (para o PT) em 2010.

Se é mentirosa a afirmação, somos obrigados a concluir que a causa dos problemas é outra e que temos a responsabilidade de continuar pensando para decobrirmos a verdade. Decorre tambem, secundariamente, a forçosa conclusão de que para buscar compreender a realidade não se deve ouvir quem não diz a verdade.

Se as duas hipóteses anteriores são verdadeiras, então, forçoso é concluir que não é com o cabeça que a companheirada tem pensado e que na verdade esta é apenas uma parte da questão. Concluimos igualmente  tambem que devemos continuar em busca das verdadeiras respostas e que elas não serão encontradas ouvindo o presidente da Comissão Executiva Municipal ou ao “petista da velha guarda que pede anonimato”, pois eles não a dizem.  

RESUMINDO
 ano da eleição Dep. Federal Dep. Estadual

1998

2.466

3.580

2002

5.286

3.582

2006

3.311

1.829

2010

1.770

1.503

 
 
 
 

Reiteramos o pedido que fizemos no começo deste “artigo”. Pedimos a contibuição dos camaradas de luta (já que a companheirada pensa com o fígado) para corrigir, criticar e aprofundar a presente avalição.

Acatamos desde já as ponderações que hoje nos foram feitas. Concordamos que precisamos continuar avaliando à partir de outros dados. Façamos isto!

Cartilha do PT faz balanço das eleições 2010. Os números e avalições do PT em todo Brasil.

5 governadores, 88 deputados federais, 149 deputados estaduais e 14 senadores foram eleitos pelo PT em 2010.

Escrito em 22 de novembro de 2010, às 16:48

Esses números mostram a consolidação da força de um partido que, nascido a partir daqueles que eram até então esquecidos pelo poder público, hoje tem a plena capacidade de ajudar os mais pobres como nenhum outro, tal como vem fazendo nos últimos oito anos.

Para mostrar mais sobre os resultados concretos dessa atuação, a cartilha “O Brasil vai seguir mudando com Dilma” traz um balanço completo do desempenho do Partido dos Trabalhadores em todo o país nestas eleições. São 65 páginas repletas de imagens e gráficos que mostram por que nosso esforço sempre vale a pena diante do reconhecimento do povo brasileiro.

Vale a pena consultar a cartilha. Clique aqui para fazer o download. CADERNOeleicoes_2T_2010-11-19 

Fonte: www.pauloteixeira13.com.br

Tribunal declara Capiberibe eleito, mas decisão não é definitiva

ESTELITA HASS CARAZZAI
DE SÃO PAULO

Contrariando decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o pleno do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Amapá decidiu, na noite de ontem, proclamar eleitos os candidatos João Capiberibe (PSB) e Janete Capiberibe (PSB), que concorreram aos cargos de senador e deputado federal pelo Estado, respectivamente.

As candidaturas de ambos haviam sido barradas pelo TSE por causa da Lei da Ficha Limpa –em 2004, Capiberibe e Janete tiveram seus mandatos cassados pela Justiça Eleitoral por compra de votos.

O TRE, porém, que havia liberado as candidaturas de ambos anteriormente (por entender que a Lei da Ficha Limpa não se aplica nas eleições deste ano), afirmou que as duas candidaturas estão ‘sub judice’, ou seja, aguardam decisão definitiva da Justiça –e que, por isso, os Capiberibe devem ser nomeados e diplomados até sair a decisão final.

Os juízes fizeram a ressalva de que, se a decisão final sobre as candidaturas for desfavorável aos Capiberibe, eles não irão assumir os mandatos.

O TSE informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a decisão do TRE do Amapá ‘tem fundamento jurídico’, mas que pode ser revertida caso o Ministério Público Eleitoral ou os candidatos prejudicados decidam entrar na Justiça contra a proclamação. Isso pode ser feito por meio de uma reclamação no TSE, que pode ou não ser acatada.

Com a decisão do TRE, saem da lista de eleitos o senador Gilvam Borges (PMDB) e a deputada federal Marcivânia (PT). A assessoria de Borges informou que a votação foi ‘atípica’, contrária a ‘um entendimento superior [do TSE]’ e que sua assessoria jurídica irá recorrer. Marcivânia não foi encontrada pela reportagem.

DECISÃO

A decisão do TRE foi tomada com base numa impugnação que os Capiberibe fizeram contra o relatório geral da eleição no Estado, que declara quais os candidatos eleitos. O pleno do TRE acatou o pedido dos candidatos por 4 votos a 3.

“As decisões do TSE são irrecorríveis, salvo se contrariarem a Constituição, e como o STF [Supremo Tribunal Federal] está discutindo a constitucionalidade da Lei Complementar 135 [Lei da Ficha Limpa], é lógico que o ‘decisum’ do TSE acerca do registro dos Capiberibe ainda não transitou em julgado”, escreveu, em seu parecer, o juiz João Guilherme Lages, do TRE-AP.

Para o advogado Luciano del Castilo, que defendeu os Capiberibe, a decisão do STF a respeito do candidato ao Senado Jader Barbalho (PMDB-PA), que barrou sua candidatura por causa da Lei da Ficha Limpa, não se aplica ao caso dos amapaenses, porque diz respeito a um caso específico.

João e Janete são pais do governador eleito do Amapá, Camilo Capiberibe (PSB).

Caso Enem: todo apoio ao ministro Haddad (Dep. Paulo Teixeira PT – SP)

Escrito em 16 de novembro de 2010, às 11:49

Diante da recente notícia de que o presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região, o desembargador Luiz Alberto Gurgel de Faria, considerou o recurso do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e sustou a liminar que invalida o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010, cabe aqui reiterar nosso apoio incondicional ao Ministro Fernando Haddad, à sua postura diante dos acontecimentos e à validação do Exame.

Não há motivos para que nossa confiança no Enem seja, em alguma medida, abalada. Afinal, entre os mais de 4,5 milhões de alunos que se inscreveram para fazer a prova (sendo que 3,3 milhões efetivamente a fizeram), menos de 1.000 tiveram problemas em suas avaliações. Isso significa que o Inep, responsável pelo Exame, e o Ministério da Educação, do qual o Inep é autarquia, obtiveram uma margem de mais de 99% de acerto. E, assim como grandes concursos e vestibulares que são realizados todos os anos no país, o Enem é passível de ter questões anuladas por conta de problema ou outro.

Além disso, conforme já se explicou, é possível aplicar uma nova prova aos poucos alunos prejudicados sem que haja perda de isonomia – isto é, nossa tecnologia educacional permite, com toda precisão, fazermos um exame com o mesmo grau de dificuldade do primeiro, pouco importando se as provas são realizadas em dias distintos ou não. Muitos exames, como o TOEFL, que avalia proficiência em língua inglesa, são realizados em países diferentes e em dias diferentes e, nem por isso, são desqualificados. Outro exemplo é o SAT (Standart Admissions Test), que, utilizado por universidades norte-americanas para selecionar seus futuros alunos, é realizado sete vezes por ano.

É evidente que as falhas precisam ser, com urgência, corrigidas, de modo que aprendamos com os erros a fim de evitar cometê-los no futuro. No entanto, o Exame Nacional do Ensino Médio vem recebendo saltos de qualidade consideráveis sob a gestão do Ministro Haddad. Trata-se, conforme observou o neurocientista Miguel Nicolelis – professor da Universidade de Duke – em entrevista ao Viomundo, de uma das melhores maneiras que existem no mundo de se avaliar o conhecimento, pois nela os alunos são examinados de modo uniforme, independentemente das diferentes metodologias de ensino a que foram submetidos.

Não é à toa que, ao todo, 500 mil alunos a mais se inscreveram no Exame desta vez, e que mais universidades passam a adotá-lo a cada ano. Por tudo isso, é nossa obrigação defender o Enem, refazer o processo com os alunos prejudicados e, por fim, validar sua aplicação neste ano de 2010. Quando tenta desqualificar a prova e menosprezar o trabalho do Ministro Haddad, a oposição, derrotada nas urnas, tenta criar um clima inexistente de terceiro turno. Não podemos permiti-lo.

Governo Parini ataca petistas e sofre constestações.

Nota Prefeitura Municiapl de Jales

Considerando alguns fatos amplamente comentados nos últimos dias pela imprensa de Jales, a Administração Municipal sente-se no dever de fazer alguns esclarecimentos.

Merenda Escolar:

Quanto a CEI da Merenda Escolar reafirmamos que não entendemos exatamente ao que esta se propõe visto que os problemas que ocorreram foram imediatamente “atacados” visando sua solução. A qualidade das refeições não é comprometida e trata-se do sabor das mesmas que não agrada.

O problema ocorreu a partir do momento em que o Prefeito Parini pediu um aumento do repasse do Governo do Estado para o pagamento da merenda dos alunos das escolas estaduais. Naquele momento o Governo repassava R$ 0,14 (quatorze centavos), quando a Secretaria da Educação do Município já desembolsava mais de R$ 1,60 (um real e sessenta centavos) por refeição.

O Governo do Estado dizendo-se impossibilitado da aumentar valor do repasse se dispôs fornecer alimentos. Estes alimentos, todos eles industrializados chegaram e foram incluídos na merenda desde então, até hoje. Estes alimentos fornecidos pelo Governo do Estado não têm problema de validade ou qualidade. Mas o paladar não agrada aos alunos, daí muitos confundirem com uso de produtos estragados.

Quanto a outros problemas relativos à empresa fornecedora da merenda escolar, esta foi alertada e notificada, e como não se observava uma melhora significativa optou-se por abrir novo processo licitatório com o objetivo de contratar outras empresas. Este processo licitatório teve questionamentos que exigiam a manifestação do Tribunal de Contas do Estado, o que gerou sua interrupção. Porém, os questionamentos foram esclarecidos e o processo de licitação tem continuidade e em breve nova empresa deverá assumir o contrato de merenda escolar.

Relatório da CEI do Asfalto:

O prefeito Humberto Parini, de férias neste momento, estranhou algumas conclusões a que chegou o relatório e observa que a Comissão não tem o devido fundamento nas provas para determinadas afirmativas.

 
Primeiramente quando o relatório da CEI afirma que os funcionários não “possui qualquer qualificação profissional”, porém, logo a seguir reconhece que “alguns já executarem os referidos serviços há vários anos”. As provas testemunhais presentes no relatório sobre tal ponto indicam que não são alguns, mas que os membros da equipe da municipalidade têm anos de experiência, e conforme o relatório afirma logo adiante, podem ser “considerados práticos”.
Em outro ponto o relatório da CEI do asfalto afirma que a equipe do asfalto “não tem qualquer informação ou conhecimento técnico” para logo a seguir citar o depoimento de testemunha que “logo que se instalou a usina, veio um especialista da Petrobrás para dar instruções”. Portanto havia informação e um mínimo de conhecimento técnico, pois um profissional de empresa renomada como a PETROBRÁS não viria à Jales para uma orientação inadequada, e se este liberou equipe para o trabalho é certamente porque este profissional considerou-a suficientemente preparada. O próprio relatório afirma que o técnico da PETROBRÁS forneceu dados técnicos sobre a mistura e forma de aplicação.

 
A CEI conclui ainda que o equipamento emprestado pela PETROBRÁS ao município de Jales “não teve funcionamento correto”. Esta é uma possibilidade real, por tratar-se de um equipamento antigo e tecnologicamente menos avançado, mas a Estatal emprestou tal equipamento ao Município de Jales e nada poderia sugerir que o mesmo equipamento fosse impróprio, considerando mais uma vez, tratar-se de empresa reconhecida. O relatório em outro momento reconhece que “é presumível que havia equipamentos mínimos para sua realização”.
Finalmente o relatório conclui que “o Senhor Prefeito… nenhuma providência tomou ao verificar os problemas ocorridos”. Esta afirmativa não encontra fundamento nas provas testemunhais juntadas ao relatório. Ainda sobre esta conclusão é preciso esclarecer que o problema com o asfalto se manifestou meses depois de concluídos os trabalhos, portanto não havia indicações que a composição do asfalto apresentava problemas em alguns momentos. Como o relatório da CEI indica a municipalidade não tem laboratório próprio, o que, aliás, poucas empresas têm, e que devido a isso, como afirmam os pragmáticos, foi necessário o tempo passar para indicar a ocorrência de problemas. Constatado o problema os trabalhos de asfaltamento com o uso da usina da Prefeitura foram reavaliados, portanto as providências foram tomadas.

Pedido de Exoneração de Valdir José Cardoso:

Cardoso prestou serviços durante praticamente seis anos à atual administração. Ocupou dois diferentes cargos de confiança o primeiro como Chefe de Gabinete da Secretaria de Fazenda onde era o responsável direto do setor de licitações, e o segundo como chefe de Gabinete da Secretaria de Educação. Os dois cargos eram cargos de livre nomeação pelo Prefeito, portanto Humberto Parini tinha confiança em seu trabalho.

Considerando seu histórico foi mantido em cargo de confiança mesmo depois da sistemática oposição ao Prefeito de sua esposa vereadora “Tatinha”, que em diferentes momentos já se declarou inimiga pessoal de Parini. Quando Cardoso foi comunicado de suas férias ele mesmo interpretou o ato como retaliação, algo que em nenhum momento foi afirmado, a não ser por ele próprio. Tal interpretação possivelmente esteja vinculada a algum ato impróprio praticado por ele, ou na busca de liberdade para, como sua esposa vereadora afirma, mover céus e terra para cassar o Prefeito.

Aliás, o Prefeito, em férias neste momento, não entende a razão de sua ira, pois se alguém praticou ato imoral e antiético, foi da parte da Vereadora que antes da virada do ano de 2008 para 2009, chantageou escandalosamente o Prefeito Parini, exigindo a intervenção do deste para fazê-la presidente da Câmara por mais um mandato, o que, como comprovam os fatos, o Prefeito não atendeu.

Nota distribuída à imprensa de Jales por Valdir José Cardoso

Relativamente à nota distribuída pela Prefeitura Municipal de Jales à imprensa, tenho a declarar o seguinte:

Merenda escolar – A nota tenta esconder a omissão do senhor prefeito. Desde 2007, diretoras de escolas, coordenadoras de creches e a nutricionista responsável vêm alertando, em relatórios, as irregularidades ocorridas na merenda escolar, sem que o senhor prefeito, sabe-se lá por quais motivações, tenha tomado qualquer providência. Somente mais recentemente, por inadiável, o senhor prefeito resolveu tomar alguma atitude. Não custa lembrar que a Câmara Municipal também vem apontando os problemas da merenda há muito tempo, mas o senhor prefeito fez ouvidos moucos.

É importante ressaltar que a secretária Elida é uma pessoa íntegra; que a única nutricionista da Secretaria da Educação exerce sua função com dedicação e zelo, inclusive utilizando-se de veículo próprio e pagando o combustível do próprio bolso nas visitas diárias que faz às escolas e creches; que as diretoras de escola, as coordenadoras de creche, os funcionários da Secretaria são pessoas preocupadas com a correta aplicação do dinheiro público; que os problemas da merenda escolar não decorrem de falta de fiscalização, mas da omissão de quem tem o poder de decidir.

O prefeito, que nunca assume seus erros, também tenta jogar a culpa no governo do Estado. É bom lembrar que foi ele quem, em nome de uma suposta economia, aceitou a oferta dos produtos enlatados do Estado. Qualquer pessoa com QI acima de 45 teria percebido que se trata de uma economia burra, pois piorou a qualidade da merenda distribuída aos nossos alunos, aumentou a rejeição à alimentação escolar e provocou crescimento nos índices de desperdício da merenda.

Em Araçatuba, por exemplo, o prefeito não está utilizando os produtos oferecidos pelo Estado. O nosso prefeito, por descompromisso com a qualidade da merenda, os aceita e utiliza, contrariando inclusive o contrato com a empresa Gente, que veda o uso de produtos enlatados.

Quanto à nova licitação, é preciso esclarecer que a empresa Gente, em face da omissão e da falta de atitude do senhor prefeito, não está impedida de participar e poderá ser a ganhadora do certame, apesar de todos os problemas que vêm sendo apontados.

CEI do Asfalto – O prefeito, como é de seu feitio, tenta se eximir de culpa, jogando a responsabilidade nas costas dos funcionários de carreira, os quais, segundo ele, têm mais de 20 anos de experiência e estavam aptos a fazer o serviço.

Esquece-se de dizer, o senhor prefeito, que, por perseguição pessoal, ele tirou o funcionário Geléia do comando da equipe de asfalto e o encostou em um serviço burocrático na Universidade Aberta do Brasil-UAB. O funcionário Geléia, todos sabem, era a pessoa mais preparada para cuidar desse tipo de serviço que, depois de seu afastamento, foi entregue a uma pessoa esforçada e trabalhadora, mas sem a devida experiência no assunto.

Afirmo, por outro lado, que o secretário Miranda é um homem íntegro, leal, de coração quase tão grande quanto ele próprio, e preocupado com a correção do seu trabalho. No entanto, por muitas vezes ele era desautorizado pelo prefeito Parini que, além de dentista, às vezes também exerce o papel de engenheiro. Infelizmente, parcela da culpa vai acabar sobrando pro Miranda, o menos culpado.

Pedido de exoneração – O senhor Léo Huber, provavelmente o autor da nota à imprensa, demonstra mais uma vez que, além de notório perseguidor de funcionários, não tem coragem para assumir as coisas que fala e faz. Afirmo, reafirmo e confirmo que o senhor Léo Huber me disse, via telefone, que as minhas férias compulsórias foram uma retaliação ao fato de a vereadora Tatinha ter liderado a coleta de assinaturas para a CEI da Merenda Escolar.

É claro que o senhor Leo Huber, que se especializou na execução desse papel sujo em outras administrações, foi apenas um instrumento da vontade do senhor Humberto Parini.

Esclareço, por outro lado, que a professora Tatinha nunca se declarou inimiga pessoal do prefeito Humberto Parini; que esse tipo de afirmação talvez já seja uma vacina para as coisas que vão aparecer por aí; que a vereadora não faz oposição sistemática ao governo Parini, mas apenas exerce com independência o mandato para o qual foi eleita; que a professora Tatinha foi parceira da administração Parini nos quatro anos de seu primeiro mandato; que, ao final de 2008, a professora Tatinha foi aconselhada, por assessores da Câmara, a não assinar um documento onde ela abriria mão do repasse devido à Câmara; que o dinheiro repassado à Câmara, como determina a Lei, foi devolvido à Prefeitura no dia seguinte; que a vereadora Tatinha, ante um parecer jurídico que apontava a impossibilidade do vereador Osmar Pereira de Rezende acumular os cargos de professor e presidente da Câmara, solicitou o apoio do prefeito para que ela continuasse exercendo a presidência; que o prefeito Humberto Parini se utiliza de métodos intimidatórios para calar consciências; que eu e a vereadora Tatinha conhecemos bem os métodos do senhor prefeito e dos sabujos que o cercam, e não temos medo deles.
Em tempo: não me lembro de o senhor prefeito ter classificado como chantagem o fato de um empresário oferecer dinheiro prá campanha dele e, em contrapartida exigir a presidência do rodeio da Facip. Não me lembro…

Fonte: http://folhanoroeste.blogspot.com

Deputado Tiririca passa! Tambem… em São Paulo a aprovação é automática PRA TOD@S.

Tiririca ‘leu e escreveu’, diz presidente do TRE.

De Roney Domingos, do G1

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, desembargador Walter de Almeida Guilherme, disse na tarde desta quinta-feira (11) que o deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca, “leu e escreveu” durante a coleta de material realizada em audiência para apurar a veracidade de sua declaração de escolaridade.

O magistrado não quis comentar o desempenho de Tiririca.

Durante o teste, Tiririca foi submetido à leitura do título e do subtítulo de duas páginas do Jornal da Tarde.

Os textos são da edição desta quinta: uma reportagem sobre o filme que homenageia Ayrton Senna e outra sobre a ação do Procon sobre estabelecimento que vendia produto vencido.

Ele também foi submetido a um ditado, extraído do livro “Justiça Eleitoral – Uma Retrospectiva”. O deputado eleito teve de reproduzir o seguinte trecho: “A promulgação do Código Eleitoral, em fevereiro de 1932, trazendo como grandes novidades a criação da Justiça Eleitoral”.

Deputado federal mais votado do Brasil, com mais de 1,3 milhão de votos, ele chegou por volta das 9h à sede do TRE, na Bela Vista, região central de São Paulo.

Ele estava acompanhado por seguranças, que estavam em outro veículo. Antes de entrar no elevador, fez um breve aceno aos repórteres que o aguardavam em frente ao edifício.

Segundo o presidente do TRE, é possível que a Justiça Eleitoral decida ainda nesta quinta a ação penal. “É possível que ele [o juiz da 1ª Zona Eleitoral, Aloisio Sérgio Rezende Silveira] decida hoje”, disse o desembargador ao chegar ao tribunal.

Ação penal

Segundo o TRE, a resolução nº 23.221 dispõe que “a ausência do comprovante de escolaridade poderá ser suprida por declaração de próprio punho, podendo a exigência de alfabetização do candidato ser aferida por outros meios, desde que individual e reservadamente”.

A denúncia, oferecida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), foi recebida em 4 de outubro com base no artigo 350 do Código Eleitoral, que prevê pena de até cinco anos de reclusão e o pagamento multa por declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita para fins eleitorais em documento público

Eleições 2010 Santa Albertina: resultados do 1º e 2º turnos.

SANTA ALBERTINA  2010 – PRESIDENTE DA REPÚBLICA
      1º TURNO 2º TURNO
Seq. Núm. Candidato Votação % Votação %
1 45 JOSÉ SERRA 1.580 46,87% 1.897 56,19%
2 13 DILMA 1.417 42,04% 1.479 43,81%
3 43 MARINA SILVA 306 9,08%    
4 16 ZÉ MARIA 50 1,48%    
5 50 PLÍNIO 18 0,53%    
6 27 EYMAEL 0 0,00%    
7 21 IVAN PINHEIRO 0 0,00%    
8 28 LEVY FIDELIX 0 0,00%    
9 29 RUI COSTA PIMENTA 0 0,00%    
             
SANTA ALBERTINA 2010 – SENADORES    
Seq. Núm. Candidato Votação    
*0001 451 ALOYSIO NUNES 1.770 35,96%    
*0002 133 MARTA SUPLICY 1.125 22,86%    
3 650 NETINHO 897 18,22%    
4 141 ROMEU TUMA 850 17,27%    
5 430 RICARDO YOUNG 177 3,60%    
6 177 MOACYR FRANCO 45 0,91%    
7 111 DR. REDÓ 18 0,37%    
8 360 CIRO 12 0,24%    
9 500 MARCELO HENRIQUE 12 0,24%    
10 400 SERPA 9 0,18%    
11 160 ANA LUIZA 6 0,12%    
12 290 AFONSO TEIXEIRA 1 0,02%    
13 212 ERNESTO PICHLER 0 0,00%    
14 211 MAZZEO 0 0,00%    
15 161 DIRCEU TRAVESSO 0 0,00%    
15 290 AFONSO TEIXEIRA 0 0,00%    
             
SANTA ALBERTINA 2010 – DEPUTADOS FEDERAIS    
Seq. Núm. Candidato Votação    
*0001 4555 JULIO SEMEGHINI 894 28,16%    
*0002 1332 JOSÉ MENTOR 424 13,35%    
*0003 1523 EDINHO ARAUJO 173 5,45%    
*0004 2525 RODRIGO GARCIA 148 4,66%    
*0005 1322 ARLINDO CHINAGLIA 100 3,15%    
*0006 1369 DEVANIR RIBEIRO 76 2,39%    
*0007 1211 JOÃO DADO 66 2,08%    
*0008 4074 JEFFERSON CAMPOS 53 1,67%    
*0009 2222 TIRIRICA 46 1,45%    
*0010 4545 EDSON APARECIDO 39 1,23%    
*0011 2233 PR PAULO FREIRE 29 0,91%    
*0012 4300 GUILHERME MUSSI 29 0,91%    
*0013 4030 GABRIEL CHALITA 28 0,88%    
*0014 4567 VAZ DE LIMA 24 0,76%    
*0015 6565 ALDO REBELO 10 0,31%    
*0016 2345 ARNALDO JARDIM 9 0,28%    
*0017 1312 VACCAREZZA 7 0,22%    
*0018 1010 ANTONIO BULHÕES 6 0,19%    
*0019 4515 EMANUEL FERNANDES 5 0,16%    
*0020 4040 MÁRCIO FRANÇA 5 0,16%    
*0021 1452 ARNALDO FARIA DE SÁ 4 0,13%    
*0022 1155 MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO 4 0,13%    
*0023 6588 DELEGADO PROTÓGENES 4 0,13%    
*0024 5050 IVAN VALENTE 3 0,09%    
*0025 4311 DR. SINVAL MALHEIROS 3 0,09%    
*0026 1250 SALVADOR ZIMBALDI 3 0,09%    
*0027 1325 JOÃO PAULO CUNHA 3 0,09%    
*0028 4500 CARLOS SAMPAIO 3 0,09%    
*0029 2010 MARCO FELICIANO 3 0,09%    
*0030 4585 BRUNA FURLAN 3 0,09%    
*0031 1434 NELSON MARQUEZELLI 2 0,06%    
*0032 1321 FILIPPI 2 0,06%    
*0033 1331 RICARDO BERZOINI 2 0,06%    
*0034 1353 JILMAR TATTO 2 0,06%    
*0035 4517 MARA GABRILLI 2 0,06%    
*0036 4021 LUIZA ERUNDINA 1 0,03%    
*0037 4586 JOSÉ ANIBAL 1 0,03%    
*0038 4070 ABELARDO CAMARINHA 1 0,03%    
*0039 2500 JORGE TADEU 1 0,03%    
*0040 1212 PAULINHO DA FORÇA 1 0,03%    
*0041 1345 VANDERLEI SIRAQUE 1 0,03%    
*0042 2590 GUILHERME CAMPOS 1 0,03%    
*0043 1133 ALINE CORREA 1 0,03%    
*0044 2012 MARCELO AGUIAR 1 0,03%    
*0045 2545 JUNJI ABE 0 0,00%    
*0046 2323 ROBERTO FREIRE 0 0,00%    
*0047 4343 PENNA 0 0,00%    
*0048 4577 THAME 0 0,00%    
*0049 1387 JANETE PIETÁ 0 0,00%    
*0050 4525 DIB 0 0,00%    
*0051 2299 VALDEMAR COSTA NETO 0 0,00%    
*0052 4565 TRIPOLI 0 0,00%    
*0053 1318 NEWTON LIMA NETO 0 0,00%    
*0054 2325 DIMAS RAMALHO 0 0,00%    
*0055 1390 VICENTINHO 0 0,00%    
*0056 4096 OTA 0 0,00%    
*0057 4315 ROBERTO SANTIAGO 0 0,00%    
*0058 1370 ZARATTINI 0 0,00%    
*0059 1301 VICENTE CANDIDO 0 0,00%    
*0060 1398 PAULO TEIXEIRA 0 0,00%    
*0061 2255 MILTON MONTI 0 0,00%    
*0062 1316 CARLINHOS ALMEIDA 0 0,00%    
*0063 4554 DUARTE NOGUEIRA 0 0,00%    
*0064 4000 JONAS DONIZETTE 0 0,00%    
*0065 4344 ROBERTO DE LUCENA 0 0,00%    
*0066 4363 RICARDO IZAR 0 0,00%    
*0067 1023 OTONIEL LIMA 0 0,00%    
*0068 2577 ELI CORREA FILHO 0 0,00%    
*0069 4547 LUIZ FERNANDO MACHADO 0 0,00%    
*0070 2513 ALEXANDRE LEITE 0 0,00%    
71 1199 VADÃO 191 6,02%    
72 4321 ZICA 182 5,73%    
73 4551 VANDERLEI MACRIS 80 2,52%    
74 4326 HELIVANE BOTELHO DA SILVEIRA 32 1,01%    
75 1127 LAURINDO BARNARDES 29 0,91%    
76 2020 REGIS DE OLIVEIRA 21 0,66%    
77 2599 WALTER IHOSHI 12 0,38%    
78 1530 SERGIO KOBRA 11 0,35%    
79 4540 SILVIO TORRES 10 0,31%    
80 4530 ALBERTO MOURAO 9 0,28%    
81 4020 CAPITÃO AUGUSTO 9 0,28%    
82 4523 CARLOS ROBERTO 7 0,22%    
83 4007 MARCELINHO CARIOCA 7 0,22%    
84 1400 CLAURY 6 0,19%    
85 1401 ALEXANDRE COSTA 6 0,19%    
86 4411 WILSON FOCÁSSIO 5 0,16%    
87 1313 GENOINO 5 0,16%    
88 1319 TEREZINHA RONDELLI 5 0,16%    
89 5041 PEDRO ROBERTO 4 0,13%    
90 1302 PROFESSOR JAIR BALESTRA 4 0,13%    
91 1236 MANOEL ANTUNES 3 0,09%    
92 2588 DR ELEUSES PAIVA 3 0,09%    
93 4511 RAUL CHRISTIANO 3 0,09%    
94 6513 CÉLIO TURINO 3 0,09%    
95 4588 NELSON BUGALHO 3 0,09%    
96 1119 CAPITÃO GOMES 2 0,06%    
97 1333 PROF. CARLÃO RAMIRO 2 0,06%    
98 4556 RAFAEL ABUD 2 0,06%    
99 4099 MIGUEL SAMPAIO 2 0,06%    
100 4055 DRA. ELAINE 2 0,06%    
101 1202 KIM 2 0,06%    
102 4541 TIRSO MEIRELLES 2 0,06%    
103 4354 J FARIA 2 0,06%    
104 2530 LUCIANO ARTIOLI 2 0,06%    
105 1231 GILBERTO BENZI 2 0,06%    
106 1414 ROBSON TUMA 2 0,06%    
107 4340 ALE YOUSSEF 2 0,06%    
108 4580 ARNALDO MADEIRA 1 0,03%    
109 4455 PROFESSOR MUNHOZ 1 0,03%    
110 4563 GIVALDO VIEIRA 1 0,03%    
111 4312 DANIEL MARINS 1 0,03%    
112 4012 ELISEU GABRIEL 1 0,03%    
113 4391 MARCELO SOARES 1 0,03%    
114 4546 RICARDO MONTORO 1 0,03%    
115 1222 PEDRO BAPTISTINI 1 0,03%    
116 4301 GILBERTO ABREU 1 0,03%    
117 1522 SINIVAL 1 0,03%    
118 3638 PAES DE LIRA 1 0,03%    
119 1190 CAPITÃO CRIVELARI 1 0,03%    
120 2555 MANDIC 1 0,03%    
121 4333 JOVINO CÂNDIDO 1 0,03%    
122 1599 DR. SAMIR NASSBINE 1 0,03%    
123 1351 DRA. SONIA DARCH 1 0,03%    
124 4394 EDUARDO PALHARES 1 0,03%    
125 1152 MAURICIO “TCHÊ DA TORRE” 1 0,03%    
126 1330 PIVATTO 1 0,03%    
127 1239 PILOTO 1 0,03%    
128 2332 ARI FRIEDENBACH 1 0,03%    
129 4514 MANOEL MARCOS (MANÉ) 1 0,03%    
130 1500 PAULO LIMA 1 0,03%    
131 1350 LUIZ CARLOS GOMES 1 0,03%    
132 4566 FERNANDO FUAD CHUCRE 1 0,03%    
133 5019 TERESA COSTA 1 0,03%    
134 1218 MARTAN 1 0,03%    
135 1542 LEONEL NA HORA 1 0,03%    
136 2520 KIKO DO KLB 1 0,03%    
137 4518 JOÃO PAULO FERRARESSO 1 0,03%    
138 4336 EVANDRO GUSSI 1 0,03%    
             
ELEIÇÕES 2010 SANTA ALBERTINA – SP GOVERNADOR    
Seq. Núm. Candidato Votação %    
*0001 45 GERALDO ALCKMIN 1.880 58,40%    
2 13 ALOIZIO MERCADANTE 1.234 38,33%    
3 11 CELSO RUSSOMANNO 42 1,30%    
4 43 FABIO FELDMANN 40 1,24%    
5 40 SKAF 20 0,62%    
6 29 ANAI CAPRONI 3 0,09%    
7 16 MANCHA 0 0,00%    
8 21 IGOR GRABOIS 0 0,00%    
9 50 PAULO BUFALO 0 0,00%    
             
ELEIÇÕES 2010 SANTA ALBERTINA SP – DEP ESTADUAL    
Seq. Núm. Candidato Votação    
*0001 15300 ITAMAR BORGES 746 23,30%    
*0002 45400 ANALICE FERNANDES 639 19,96%    
*0003 45232 CARLÃO PIGNATARI 317 9,90%    
*0004 13199 ANTONIO MENTOR 157 4,90%    
*0005 45451 CAUÊ MACRIS 88 2,75%    
*0006 13121 ANA PERUGINI 81 2,53%    
*0007 13123 ZICO 67 2,09%    
*0008 45633 PAULO ALEXANDRE BARBOSA 64 2,00%    
*0009 25118 EDMIR CHEDID 29 0,91%    
*0010 14140 CAMPOS MACHADO 24 0,75%    
*0011 13622 JOÃO PAULO RILLO 23 0,72%    
*0012 43134 RITA PASSOS 14 0,44%    
*0013 45545 BARROS MUNHOZ 13 0,41%    
*0014 25558 GIL ARANTES 13 0,41%    
*0015 45700 FERNANDO CAPEZ 12 0,37%    
*0016 12181 MAJOR OLIMPIO 10 0,31%    
*0017 10321 SEBASTIÃO SANTOS 7 0,22%    
*0018 23456 GONDIM 4 0,12%    
*0019 45555 CELSO GIGLIO 3 0,09%    
*0020 12345 RAFAEL SILVA 3 0,09%    
*0021 43135 PADRE AFONSO 3 0,09%    
*0022 11111 CURIATI 2 0,06%    
*0023 23123 DAVI ZAIA 2 0,06%    
*0024 43363 REINALDO ALGUZ 2 0,06%    
*0025 13113 EDINHO SILVA 2 0,06%    
*0026 15000 BALEIA ROSSI 2 0,06%    
*0027 45145 BRUNO COVAS 2 0,06%    
*0028 45123 WELSON GASPARINI 1 0,03%    
*0029 45100 PEDRO TOBIAS 1 0,03%    
*0030 15622 JOOJI HATO 1 0,03%    
*0031 43001 GIRIBONI 1 0,03%    
*0032 45111 GERALDO VINHOLI 1 0,03%    
*0033 45200 CÉLIA LEÃO 1 0,03%    
*0034 50789 CARLOS GIANNAZI 1 0,03%    
*0035 23423 ALEX MANENTE 1 0,03%    
*0036 14235 CORONEL EDSON FERRARINI 0 0,00%    
*0037 43333 DR. ULYSSES 0 0,00%    
*0038 45160 ARY FOSSEN 0 0,00%    
*0039 25199 ESTEVAM GALVAO 0 0,00%    
*0040 13640 JOSÉ CANDIDO 0 0,00%    
*0041 45156 ROBERTO ENGLER 0 0,00%    
*0042 13156 RUI FALCÃO 0 0,00%    
*0043 25122 ALDO DEMARCHI 0 0,00%    
*0044 45477 ROBERTO MASSAFERA 0 0,00%    
*0045 65035 LECI BRANDÃO 0 0,00%    
*0046 13004 TELMA DE SOUZA 0 0,00%    
*0047 13131 MARCOS MARTINS 0 0,00%    
*0048 40023 BOLÇONE 0 0,00%    
*0049 13222 ADRIANO DIOGO 0 0,00%    
*0050 45114 MARIA LÚCIA AMARY 0 0,00%    
*0051 14160 ROQUE BARBIERE – ROQUINHO 0 0,00%    
*0052 13611 ISAC REIS 0 0,00%    
*0053 45125 MAURO BRAGATO 0 0,00%    
*0054 13290 HAMILTON PEREIRA 0 0,00%    
*0055 13147 GERALDO CRUZ 0 0,00%    
*0056 13632 ANA DO CARMO 0 0,00%    
*0057 25011 GILSON DE SOUZA 0 0,00%    
*0058 45157 CELINO 0 0,00%    
*0059 43033 CHICO SARDELLI 0 0,00%    
*0060 43007 FELICIANO 0 0,00%    
*0061 12133 JOSE BITTENCOURT 0 0,00%    
*0062 14222 HEROILMA SOARES TAVARES 0 0,00%    
*0063 23623 ROBERTO MORAIS 0 0,00%    
*0064 65123 PEDRO BIGARDI 0 0,00%    
*0065 20200 ADILSON ROSSI 0 0,00%    
*0066 13644 JOÃO ANTONIO 0 0,00%    
*0067 13114 ENIO TATTO 0 0,00%    
*0068 13130 MARCO AURÉLIO DE SOUZA 0 0,00%    
*0069 10123 GILMACI SANTOS 0 0,00%    
*0070 43433 REGINA GONÇALVES 0 0,00%    
*0071 25255 MILTON VIEIRA 0 0,00%    
*0072 45780 MARCOS ZERBINI 0 0,00%    
*0073 45245 SAMUEL MOREIRA 0 0,00%    
*0074 40123 ED THOMAS 0 0,00%    
*0075 45610 HELIO NISHIMOTO 0 0,00%    
*0076 13134 SIMÃO PEDRO 0 0,00%    
*0077 43477 PASTOR DILMO DOS SANTOS 0 0,00%    
*0078 13112 GERSON BITTENCOURT 0 0,00%    
*0079 13690 CARLOS GRANA 0 0,00%    
*0080 15113 CARUSO 0 0,00%    
*0081 13913 DONISETE BRAGA 0 0,00%    
*0082 45321 CARLOS BEZERRA JR. 0 0,00%    
*0083 12123 ROGERIO NOGUEIRA 0 0,00%    
*0084 22999 ANDRE DO PRADO 0 0,00%    
*0085 13310 LUIZ CLAUDIO MARCOLINO 0 0,00%    
*0086 20112 PR. CARLOS CEZAR 0 0,00%    
*0087 13800 LUIZ MOURA 0 0,00%    
*0088 45680 ORLANDO MORANDO 0 0,00%    
*0089 25005 ANDRE SOARES 0 0,00%    
*0090 20688 MARCOS NEVES 0 0,00%    
*0091 13570 ALENCAR 0 0,00%    
*0092 25250 MILTON LEITE FILHO 0 0,00%    
*0093 40789 VINICIUS CAMARINHA 0 0,00%    
*0094 20633 RODRIGO MORAES 0 0,00%    
95 40404 DR. JULIANO PRANDI 108 3,37%    
96 40999 DR. PAULO MARIANI 71 2,22%    
97 13456 BETH SAHAO 54 1,69%    
98 14747 WALDIR AGNELLO 53 1,66%    
99 45198 JOSE BORANGA 46 1,44%    
100 43222 BRAZ ALBERTINI 33 1,03%    
101 20220 RENATO PUPO 17 0,53%    
102 45300 CASSIO NAVARRO 14 0,44%    
103 43045 RICARDO CASTILHO 9 0,28%    
104 23333 VITOR SAPIENZA 8 0,25%    
105 65065 MAURIN DA SORVETERIA 7 0,22%    
106 45455 CONCCI MARCO 6 0,19%    
107 20007 CELSO NASCIMENTO 4 0,12%    
108 25125 FERNANDO LUCAS 4 0,12%    
109 13656 FERNANDO ESCODEIRO 4 0,12%    
110 12062 DR RENAN 3 0,09%    
111 25000 DARIO SAADI 3 0,09%    
112 20512 CANDIDO 3 0,09%    
113 45155 CLOVIS CHAVES 2 0,06%    
114 65670 TAVARES 2 0,06%    
115 45235 DILADOR BORGES 2 0,06%    
116 50193 LEO 2 0,06%    
117 12612 CONSTANCIA FELIX 2 0,06%    
118 11999 PAULERA 2 0,06%    
119 23001 JOSE CARLOS SOARES 2 0,06%    
120 15500 MARIA DO CARMO GUILHERME 2 0,06%    
121 11300 FARIA JR 2 0,06%    
122 43232 ROBERTO SOBRAL 2 0,06%    
123 45010 UBIRAJARA GUIMARÃES 2 0,06%    
124 13313 RENATO DO GEB 2 0,06%    
125 23540 PROFESSOR ZE MARIA 1 0,03%    
126 40040 MARIÂNGELA DUARTE 1 0,03%    
127 13300 EUVANILDE 1 0,03%    
128 11051 VALDIR PINHEIRO 1 0,03%    
129 11233 JOÃO ARAUJO 1 0,03%    
130 22222 ZE PEDRO 1 0,03%    
131 45222 ADOLFO QUINTAS 1 0,03%    
132 12000 AURELIO 1 0,03%    
133 13699 JOEL FONSECA 1 0,03%    
134 13650 GALLO 1 0,03%    
135 40440 VITOR SANTOS 1 0,03%    
136 11234 DR. IRINEU 1 0,03%    
137 65055 SARAH MUNHOZ 1 0,03%    
138 12310 CARLOS HERNANDES 1 0,03%    
139 45999 SONIA IERVOLINO 1 0,03%    
140 45456 JOÃO SANZOVO 1 0,03%    
141 15600 ANGELA RAMALHO 1 0,03%    
142 11888 RUSSOMANNO 1 0,03%    
143 20012 APOSTOLO EURIPEDES 1 0,03%    
144 13122 TONINHO DO PT 1 0,03%    
145 40245 EDINHO SANTANA 1 0,03%    
146 40013 DR. VLAMIR 1 0,03%    
147 11313 MARIA CLEMENTINA 1 0,03%    
148 23233 DR. TÚLIO 1 0,03%    
149 20600 SAID MOURAD 1 0,03%    
150 13133 ELI TEODORO 1 0,03%    
151 45615 KATIA SOLIS 1 0,03%    
152 14433 SIVALDO FAISCA 1 0,03%    
153 65400 PRISCILA VAUTIER 1 0,03%    
154 45040 LUCIO PAZ 1 0,03%    
155 43000 GENTIL 1 0,03%    
156 40402 FRANKLIN CANGUSSU 1 0,03%    
157 13000 ANDERSON SILVA 1 0,03%    
158 45450 THIAGO LOBO 1 0,03%    

Eleições 2010 Dolcinópolis -SP: resultado do 1º e 2º turnos.

DOLCINÓPOLIS  2010 – PRESIDENTE DA REPÚBLICA
      1º TURNO 2º TURNO
Seq. Núm. Candidato Votação % Votação %
1 13 DILMA 972 57,82% 1.061 63,38%
2 45 JOSÉ SERRA 552 32,84% 613 36,62%
3 43 MARINA SILVA 150 8,92%    
4 50 PLÍNIO 6 0,36%    
5 28 LEVY FIDELIX 1 0,06%    
6 27 EYMAEL 0 0,00%    
7 21 IVAN PINHEIRO 0 0,00%    
8 29 RUI COSTA PIMENTA 0 0,00%    
9 16 ZÉ MARIA 0 0,00%    
             
DOLCINÓPOLIS 2010 – SENADORES    
Seq. Núm. Candidato Votação    
1 451 ALOYSIO NUNES 834 31,46%    
2 133 MARTA SUPLICY 667 25,16%    
3 650 NETINHO 615 23,20%    
4 141 ROMEU TUMA 390 14,71%    
5 430 RICARDO YOUNG 75 2,83%    
6 360 CIRO 38 1,43%    
7 177 MOACYR FRANCO 10 0,38%    
8 160 ANA LUIZA 7 0,26%    
9 111 DR. REDÓ 6 0,23%    
10 500 MARCELO HENRIQUE 6 0,23%    
11 400 SERPA 2 0,08%    
12 290 AFONSO TEIXEIRA 1 0,04%    
13 212 ERNESTO PICHLER 0 0,00%    
14 211 MAZZEO 0 0,00%    
15 161 DIRCEU TRAVESSO 0 0,00%    
             
DOLCINÓPOLIS  2010 – DEPUTADOS FEDERAIS    
Seq. Núm. Candidato Votação    
*0001 4555 JULIO SEMEGHINI 333 20,43%    
*0002 4363 RICARDO IZAR 199 12,21%    
*0003 2525 RODRIGO GARCIA 199 12,21%    
*0004 1325 JOÃO PAULO CUNHA 80 4,91%    
*0005 4586 JOSÉ ANIBAL 63 3,87%    
*0006 4567 VAZ DE LIMA 34 2,09%    
*0007 2222 TIRIRICA 33 2,02%    
*0008 4030 GABRIEL CHALITA 21 1,29%    
*0009 1353 JILMAR TATTO 20 1,23%    
*0010 1523 EDINHO ARAUJO 19 1,17%    
*0011 2233 PR PAULO FREIRE 15 0,92%    
*0012 4300 GUILHERME MUSSI 14 0,86%    
*0013 1332 JOSÉ MENTOR 13 0,80%    
*0014 4311 DR. SINVAL MALHEIROS 13 0,80%    
*0015 2010 MARCO FELICIANO 13 0,80%    
*0016 1322 ARLINDO CHINAGLIA 10 0,61%    
*0017 4545 EDSON APARECIDO 10 0,61%    
*0018 1211 JOÃO DADO 9 0,55%    
*0019 1369 DEVANIR RIBEIRO 7 0,43%    
*0020 1434 NELSON MARQUEZELLI 6 0,37%    
*0021 1155 MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO 4 0,25%    
*0022 1331 RICARDO BERZOINI 4 0,25%    
*0023 4515 EMANUEL FERNANDES 3 0,18%    
*0024 1345 VANDERLEI SIRAQUE 3 0,18%    
*0025 1010 ANTONIO BULHÕES 3 0,18%    
*0026 1312 VACCAREZZA 2 0,12%    
*0027 4500 CARLOS SAMPAIO 2 0,12%    
*0028 1452 ARNALDO FARIA DE SÁ 1 0,06%    
*0029 4577 THAME 1 0,06%    
*0030 2325 DIMAS RAMALHO 1 0,06%    
*0031 2500 JORGE TADEU 1 0,06%    
*0032 1321 FILIPPI 1 0,06%    
*0033 4315 ROBERTO SANTIAGO 1 0,06%    
*0034 2255 MILTON MONTI 1 0,06%    
*0035 4021 LUIZA ERUNDINA 0 0,00%    
*0036 2545 JUNJI ABE 0 0,00%    
*0037 2323 ROBERTO FREIRE 0 0,00%    
*0038 4343 PENNA 0 0,00%    
*0039 5050 IVAN VALENTE 0 0,00%    
*0040 1387 JANETE PIETÁ 0 0,00%    
*0041 4525 DIB 0 0,00%    
*0042 2299 VALDEMAR COSTA NETO 0 0,00%    
*0043 4070 ABELARDO CAMARINHA 0 0,00%    
*0044 4565 TRIPOLI 0 0,00%    
*0045 1318 NEWTON LIMA NETO 0 0,00%    
*0046 2345 ARNALDO JARDIM 0 0,00%    
*0047 1250 SALVADOR ZIMBALDI 0 0,00%    
*0048 6565 ALDO REBELO 0 0,00%    
*0049 1212 PAULINHO DA FORÇA 0 0,00%    
*0050 1390 VICENTINHO 0 0,00%    
*0051 4096 OTA 0 0,00%    
*0052 6588 DELEGADO PROTÓGENES 0 0,00%    
*0053 1370 ZARATTINI 0 0,00%    
*0054 1301 VICENTE CANDIDO 0 0,00%    
*0055 1398 PAULO TEIXEIRA 0 0,00%    
*0056 2590 GUILHERME CAMPOS 0 0,00%    
*0057 4040 MÁRCIO FRANÇA 0 0,00%    
*0058 1316 CARLINHOS ALMEIDA 0 0,00%    
*0059 4554 DUARTE NOGUEIRA 0 0,00%    
*0060 4074 JEFFERSON CAMPOS 0 0,00%    
*0061 4000 JONAS DONIZETTE 0 0,00%    
*0062 4344 ROBERTO DE LUCENA 0 0,00%    
*0063 4517 MARA GABRILLI 0 0,00%    
*0064 1023 OTONIEL LIMA 0 0,00%    
*0065 1133 ALINE CORREA 0 0,00%    
*0066 2012 MARCELO AGUIAR 0 0,00%    
*0067 2577 ELI CORREA FILHO 0 0,00%    
*0068 4547 LUIZ FERNANDO MACHADO 0 0,00%    
*0069 4585 BRUNA FURLAN 0 0,00%    
*0070 2513 ALEXANDRE LEITE 0 0,00%    
71 1199 VADÃO 203 12,45%    
72 2588 DR ELEUSES PAIVA 42 2,58%    
73 2020 REGIS DE OLIVEIRA 31 1,90%    
74 4540 SILVIO TORRES 14 0,86%    
75 4530 ALBERTO MOURAO 10 0,61%    
76 1236 MANOEL ANTUNES 8 0,49%    
77 1313 GENOINO 5 0,31%    
78 1302 PROFESSOR JAIR BALESTRA 5 0,31%    
79 4563 GIVALDO VIEIRA 3 0,18%    
80 3638 PAES DE LIRA 3 0,18%    
81 4020 CAPITÃO AUGUSTO 3 0,18%    
82 1132 PEDRINHO BARACAT 2 0,12%    
83 1515 EDUARDO COELHO 2 0,12%    
84 1127 LAURINDO BARNARDES 2 0,12%    
85 4080 DR. UBIALI 2 0,12%    
86 2333 JOSE ONERIO 2 0,12%    
87 4377 VILSON ALVES 2 0,12%    
88 2599 WALTER IHOSHI 2 0,12%    
89 7012 DR MARCAO DA MANCHA 2 0,12%    
90 1530 SERGIO KOBRA 2 0,12%    
91 1166 SILVIA MARIA 2 0,12%    
92 1119 CAPITÃO GOMES 1 0,06%    
93 4362 DR. GETÚLIO SERPA 1 0,06%    
94 4533 RENATO AMARY 1 0,06%    
95 2018 TENENTE ORLANDO 1 0,06%    
96 1333 PROF. CARLÃO RAMIRO 1 0,06%    
97 4513 FELICIDADE 1 0,06%    
98 4307 VICENTE DA UPA 1 0,06%    
99 4099 MIGUEL SAMPAIO 1 0,06%    
100 2555 MANDIC 1 0,06%    
101 2522 CRESPO 1 0,06%    
102 4523 CARLOS ROBERTO 1 0,06%    
103 3617 BATISTA 1 0,06%    
104 1235 NELSINHO DA BAHIA 1 0,06%    
105 4569 TIÃO 1 0,06%    
106 1919 MAGUILA 1 0,06%    
107 4511 RAUL CHRISTIANO 1 0,06%    
108 1411 SANTANA 1 0,06%    
109 1136 PAULO BASSOLI 1 0,06%    
110 1141 CATARINA RIGINIK 1 0,06%    
111 1311 LARGUESA 1 0,06%    
112 1540 INDIA 1 0,06%    
113 3133 PROF HERMES 1 0,06%    
114 1414 ROBSON TUMA 1 0,06%    
115 4007 MARCELINHO CARIOCA 1 0,06%    
116 1416 JORGE MARINGOLO 1 0,06%    
117 1213 ELISEU DANIEL 1 0,06%    
118 1100 DURVAL MORELLI 1 0,06%    
             
ELEIÇÕES 2010 DOLCINÓPOLIS – SP GOVERNADOR    
Seq. Núm. Candidato Votação %    
*0001 45 GERALDO ALCKMIN 844 51,56%    
2 13 ALOIZIO MERCADANTE 738 45,08%    
3 11 CELSO RUSSOMANNO 26 1,59%    
4 43 FABIO FELDMANN 22 1,34%    
5 40 SKAF 7 0,43%    
6 16 MANCHA 0 0,00%    
7 21 IGOR GRABOIS 0 0,00%    
8 29 ANAI CAPRONI 0 0,00%    
9 50 PAULO BUFALO 0 0,00%    
             
ELEIÇÕES 2010 DOLCINÓPOLIS SP – DEPUTADO ESTADUAL    
Seq. Núm. Candidato Votação    
*0001 45400 ANALICE FERNANDES 654 39,88%    
*0002 15300 ITAMAR BORGES 104 6,34%    
*0003 45633 PAULO ALEXANDRE BARBOSA 89 5,43%    
*0004 25122 ALDO DEMARCHI 66 4,02%    
*0005 45232 CARLÃO PIGNATARI 64 3,90%    
*0006 25118 EDMIR CHEDID 27 1,65%    
*0007 13123 ZICO 26 1,59%    
*0008 23123 DAVI ZAIA 23 1,40%    
*0009 13640 JOSÉ CANDIDO 16 0,98%    
*0010 45545 BARROS MUNHOZ 13 0,79%    
*0011 13199 ANTONIO MENTOR 12 0,73%    
*0012 43134 RITA PASSOS 11 0,67%    
*0013 13622 JOÃO PAULO RILLO 8 0,49%    
*0014 20633 RODRIGO MORAES 6 0,37%    
*0015 45451 CAUÊ MACRIS 5 0,30%    
*0016 43433 REGINA GONÇALVES 4 0,24%    
*0017 12181 MAJOR OLIMPIO 4 0,24%    
*0018 10321 SEBASTIÃO SANTOS 4 0,24%    
*0019 11111 CURIATI 2 0,12%    
*0020 14140 CAMPOS MACHADO 2 0,12%    
*0021 13131 MARCOS MARTINS 2 0,12%    
*0022 14160 ROQUE BARBIERE – ROQUINHO 2 0,12%    
*0023 43033 CHICO SARDELLI 2 0,12%    
*0024 45610 HELIO NISHIMOTO 2 0,12%    
*0025 13121 ANA PERUGINI 2 0,12%    
*0026 13113 EDINHO SILVA 2 0,12%    
*0027 12345 RAFAEL SILVA 1 0,06%    
*0028 23456 GONDIM 1 0,06%    
*0029 40023 BOLÇONE 1 0,06%    
*0030 45111 GERALDO VINHOLI 1 0,06%    
*0031 12133 JOSE BITTENCOURT 1 0,06%    
*0032 25255 MILTON VIEIRA 1 0,06%    
*0033 45680 ORLANDO MORANDO 1 0,06%    
*0034 25005 ANDRE SOARES 1 0,06%    
*0035 14235 CORONEL EDSON FERRARINI 0 0,00%    
*0036 43333 DR. ULYSSES 0 0,00%    
*0037 45123 WELSON GASPARINI 0 0,00%    
*0038 45160 ARY FOSSEN 0 0,00%    
*0039 45555 CELSO GIGLIO 0 0,00%    
*0040 25199 ESTEVAM GALVAO 0 0,00%    
*0041 45156 ROBERTO ENGLER 0 0,00%    
*0042 13156 RUI FALCÃO 0 0,00%    
*0043 45477 ROBERTO MASSAFERA 0 0,00%    
*0044 65035 LECI BRANDÃO 0 0,00%    
*0045 13004 TELMA DE SOUZA 0 0,00%    
*0046 45100 PEDRO TOBIAS 0 0,00%    
*0047 15622 JOOJI HATO 0 0,00%    
*0048 13222 ADRIANO DIOGO 0 0,00%    
*0049 45114 MARIA LÚCIA AMARY 0 0,00%    
*0050 25558 GIL ARANTES 0 0,00%    
*0051 13611 ISAC REIS 0 0,00%    
*0052 43001 GIRIBONI 0 0,00%    
*0053 45125 MAURO BRAGATO 0 0,00%    
*0054 13290 HAMILTON PEREIRA 0 0,00%    
*0055 13147 GERALDO CRUZ 0 0,00%    
*0056 45200 CÉLIA LEÃO 0 0,00%    
*0057 13632 ANA DO CARMO 0 0,00%    
*0058 25011 GILSON DE SOUZA 0 0,00%    
*0059 45157 CELINO 0 0,00%    
*0060 43007 FELICIANO 0 0,00%    
*0061 14222 HEROILMA SOARES TAVARES 0 0,00%    
*0062 23623 ROBERTO MORAIS 0 0,00%    
*0063 65123 PEDRO BIGARDI 0 0,00%    
*0064 20200 ADILSON ROSSI 0 0,00%    
*0065 43135 PADRE AFONSO 0 0,00%    
*0066 13644 JOÃO ANTONIO 0 0,00%    
*0067 13114 ENIO TATTO 0 0,00%    
*0068 13130 MARCO AURÉLIO DE SOUZA 0 0,00%    
*0069 10123 GILMACI SANTOS 0 0,00%    
*0070 50789 CARLOS GIANNAZI 0 0,00%    
*0071 43363 REINALDO ALGUZ 0 0,00%    
*0072 45780 MARCOS ZERBINI 0 0,00%    
*0073 45245 SAMUEL MOREIRA 0 0,00%    
*0074 40123 ED THOMAS 0 0,00%    
*0075 45700 FERNANDO CAPEZ 0 0,00%    
*0076 13134 SIMÃO PEDRO 0 0,00%    
*0077 43477 PASTOR DILMO DOS SANTOS 0 0,00%    
*0078 13112 GERSON BITTENCOURT 0 0,00%    
*0079 13690 CARLOS GRANA 0 0,00%    
*0080 15113 CARUSO 0 0,00%    
*0081 13913 DONISETE BRAGA 0 0,00%    
*0082 45321 CARLOS BEZERRA JR. 0 0,00%    
*0083 12123 ROGERIO NOGUEIRA 0 0,00%    
*0084 22999 ANDRE DO PRADO 0 0,00%    
*0085 13310 LUIZ CLAUDIO MARCOLINO 0 0,00%    
*0086 20112 PR. CARLOS CEZAR 0 0,00%    
*0087 13800 LUIZ MOURA 0 0,00%    
*0088 15000 BALEIA ROSSI 0 0,00%    
*0089 20688 MARCOS NEVES 0 0,00%    
*0090 13570 ALENCAR 0 0,00%    
*0091 25250 MILTON LEITE FILHO 0 0,00%    
*0092 23423 ALEX MANENTE 0 0,00%    
*0093 40789 VINICIUS CAMARINHA 0 0,00%    
*0094 45145 BRUNO COVAS 0 0,00%    
95 13400 ROBERTO FELICIO 49 2,99%    
96 40999 DR. PAULO MARIANI 33 2,01%    
97 45155 CLOVIS CHAVES 27 1,65%    
98 13456 BETH SAHAO 22 1,34%    
99 45010 UBIRAJARA GUIMARÃES 22 1,34%    
100 20512 CANDIDO 13 0,79%    
101 45300 CASSIO NAVARRO 13 0,79%    
102 40404 DR. JULIANO PRANDI 12 0,73%    
103 20220 RENATO PUPO 11 0,67%    
104 25125 FERNANDO LUCAS 8 0,49%    
105 43045 RICARDO CASTILHO 5 0,30%    
106 40211 SARGENTO OHNO 5 0,30%    
107 12812 PAULO BARBOSA 4 0,24%    
108 14014 LÉO ÁQUILLA 4 0,24%    
109 40223 HILKIAS 3 0,18%    
110 45198 JOSE BORANGA 3 0,18%    
111 45235 DILADOR BORGES 3 0,18%    
112 12612 CONSTANCIA FELIX 3 0,18%    
113 45500 VICTOR KOBAYASHI 3 0,18%    
114 13789 TITO 2 0,12%    
115 45000 HELIO RUBENS 2 0,12%    
116 13122 TONINHO DO PT 2 0,12%    
117 23233 DR. TÚLIO 2 0,12%    
118 15012 THIAGO FERRARI 2 0,12%    
119 23540 PROFESSOR ZE MARIA 1 0,06%    
120 23110 ADEMIR DA GUIA 1 0,06%    
121 45666 GILSON BARRETO 1 0,06%    
122 45950 DORI FONTES 1 0,06%    
123 13300 EUVANILDE 1 0,06%    
124 11051 VALDIR PINHEIRO 1 0,06%    
125 20222 JOÃO BINATO 1 0,06%    
126 22222 ZE PEDRO 1 0,06%    
127 45454 EDISON CANDIDO 1 0,06%    
128 13132 DR. LUIZINHO 1 0,06%    
129 11010 RICARDO PELISSER 1 0,06%    
130 11888 RUSSOMANNO 1 0,06%    
131 11369 VALDIR MARIN 1 0,06%    
132 45800 DIOBEL DA DIDOL’S 1 0,06%    
133 45457 VALÉRIA 1 0,06%    
134 43266 FERNANDO MARREY FERREIRA 1 0,06%    
135 11300 FARIA JR 1 0,06%    
136 40025 DR. GENNARI 1 0,06%    
137 45455 CONCCI MARCO 1 0,06%    
138 43400 FLAVIO OLIVEIRA 1 0,06%    
139 45466 EDLEIA MATOS 1 0,06%    
140 70699 PAULO CORRÊA JR 1 0,06%    
141 22300 PATRICIA LIMA 1 0,06%    
%d blogueiros gostam disto: