Ex-senadora petista deixa o partido disparando críticas

Foto: Agência Senado

Serys Slhessarenko (ex-PT-MT)

Alegando ter sido prejudicada politicamente pelo chamado grupo majoritário do PT que apoia a candidatura de Lúdio Cabral, na disputa pela prefeitura de Cuiabá (MT), a ex-senadora do PT em Mato Grosso, Serys Slhessarenko, deixa o partido e declara seu voto ao candidato do PSB, Mauro Mendes. Apesar da declaração, ela afirmou, em coletiva que não irá fazer campanha para o candidato. “Fui perseguida, isolada e humilhada”, afirmou. A ex-senadora é da tendência “Articulação de Esquerda” do petista Walter Pomar, atualmente com pouca expressão dentro do PT.

Em carta aberta a ex-senadora declara que desde o início de sua militância no PT assumiu “uma posição de independência face às chamadas tendências do PT e, portanto, nunca me alinhei com o grupo majoritário”. Teria sido também este grupo, segundo a carta, que em 1996, com a presença do Delúbio Soares como emissário do Diretório Nacional, “impediu minha candidatura a Prefeita de Cuiabá e o PT simplesmente não teve candidato naquela eleição. Em 2002, esse mesmo grupo força minha candidatura ao Senado em uma situação completamente adversa”. Serys disse ainda em sua carta que “ao invés de um processo autocrítico de superação dos erros cometidos, o grupo do Zé Dirceu em Mato Grosso, se utilizando de sua maioria, instaura um processo para minha expulsão e a de outros companheiros”. Leia mais no Estadão.

Anúncios

Uma resposta

  1. Pelo menos uma ex com vergonha na cara de sair do meio dessa podridão chamada pt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: