Nota da Executiva Estadual: expulsão Dixon Ronan Carvalho, de Paulínia

A determinação autoriza, automaticamente, o Diretório Municipal local a escolher um nome em substituição ao dele na disputa pela eleição municipal majoritária.
O Diretório Estadual do PT-SP aprovou na Reunião Executiva desta terça-feira, dia 14, a expulsão do então candidato a prefeito de Paulínia, no interior de São Paulo, Dixon Ronan Carvalho. Ele é acusado de participação em um caso de pedofilia – prática condenada e combatida pelo Partido.

A determinação autoriza, automaticamente, o Diretório Municipal de Paulínia a escolher um nome em substituição ao dele na disputa pela eleição municipal majoritária.

Confira nota na íntegra:

NOTA DA EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-SP

A Executiva Estadual do PT do Estado de São Paulo, em reunião realizada no dia 14 de agosto, às 10 horas na sede do Diretório, na capital, decidiu pela expulsão do, então candidato a prefeito pelo PT em Paulínia, cidade do interior do estado, Dixon Ronan Carvalho.

A deliberação inclui além da expulsão, a autorização para que o Diretório Municipal substitua, consequentemente, o nome que disputará na cidade a eleição municipal majoritária.

Chegou ao conhecimento do PT-SP a denúncia de envolvimento do então filiado em um caso de pedofilia – prática hedionda, categoricamente reprovada e combatida pelo Partido dos Trabalhadores. Após análise técnica dos materiais entregues a esta instância, para embasamento de decisão interna, a Executiva deliberou de forma unânime pela sua expulsão.

A história do Partido dos Trabalhadores é a história de luta pelos direitos das crianças e adolescentes e pelo respeito aos direitos humanos. Sempre combatemos todas as formas de violência, física e psicológica.

Estamos certos que, enquanto dirigentes, cumprimos o nosso papel de zelarmos pela história e patrimônio político do PT e que estamos sendo coerentes com a nossa luta de construção de uma sociedade justa, igualitária, na qual nenhum ser humano seja subjugado.

O PT-SP espera que o caso seja apurado pelas instâncias policiais competentes e que as medidas cabíveis sejam adotadas. Aguardamos a decisão do Poder Judiciário para que, efetivamente, a justiça seja feita.

Comissão Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores do Estado de São Paulo
14 de Agosto de 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: