Ante possível aliança com Haddad, executiva municipal do PT reafirma oposição à Kassab

A Executiva Municipal do PT (Partido dos Trabalhadores) em São Paulo aprovou resolução na qual reafirma que o partido é oposição à gestão de Gilberto Kassab (PSD). A  resolução foi aprovada em meio à possibilidade de uma aliança entre Kassab e o pré-candidato à prefeitura da capital paulista, Fernando Haddad.

A resolução foi aprovada em uma reunião da executiva na última terça-feira (8) e contraria as intenções do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de viabilizar uma aliança com Kassab.

Figura de maior peso no PT, Lula defende o apoio do PSD e projeta para março a oficialização da aliança com Kassab, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

Na resolução, a executiva municipal convoca a militância para intensificar a mobilização contra as políticas do peessedista e afirma que o programa, candidatura e alianças devem ser definidas durante o encontro municipal do PT, que acontecerá no final do mês.

Veja abaixo a íntegra da resolução:

A Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores, reunida hoje, terça feira dia 8 de fevereiro de 2011, diante das inúmeras notas divulgadas pela imprensa, sobre supostas tratativas em relação às eleições de 2012 e 2014, com o prefeito Kassab, vem a público esclarecer o seu posicionamento frente ao governo municipal e ao processo de disputa eleitoral de 2012. A Executiva deixa claro para a nossa militância, para a sociedade e para os partidos que tem constituído um campo democrático na cidade que:

1- Reafirma a nossa oposição ao governo Kassab na cidade de São Paulo. O Partido dos Trabalhadores na cidade continuará lutando contra o sucateamento dos transportes públicos, a ausência de políticas para minimizar os efeitos das enchentes, a odiosa política higienista que expulsa a população pobre do centro da cidade, o autoritarismo que tomou conta das subprefeituras, a falta de planejamento da gestão pública que se reflete na falta de vagas nas creches, e na terceirização sem controle da saúde, entre outras políticas prejudiciais aos paulistanos. Neste sentido esclarece que não existe nenhuma “negociação” com o atual prefeito, pois temos claro que existem concepções e projetos totalmente distintos para a cidade.

2- Aproveitamos este momento para convidar todas as forças organizadas da cidade, movimentos sociais, movimentos por direitos, sindicatos e partidos para intensificarem a oposição às políticas antipopulares do governo Kassab.

3 – O Partido dos Trabalhadores, que já foi por duas vezes governo em São Paulo , tem sido porta voz de diversas reivindicações e posições de importantes setores sociais, tem lutado para que todos tenham um direito a uma cidade justa, equilibrada e sustentável, o que não tem sido garantido nos últimos anos, manterá sua coerência e defesa de sua base social. Diante disso, procurará construir um projeto político para a cidade e uma candidatura petista a ser apresentada e discutida com todos os aliados, para a disputa da prefeitura em 2012.

4 – A Executiva municipal continuará zelando para que o debate democrático seja feito de maneira ampla em todas as instancias partidárias, envolvendo as direções zonais, os setoriais, dialogando sempre com as Direções Estadual e Nacional, e como é do Estatuto partidário, concluindo esse processo no Encontro Municipal que se realizará em 2012, instancia soberana e legitima para decidir sobre o programa, as alianças e a candidatura que lançaremos.

São Paulo, 8 de fevereiro de 2011

Executiva Municipal do DM PT-SP

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: