União Europeia considera que Malvinas é ‘assunto bilateral’

DA EFE, EM BRUXELAS

A União Europeia anunciou nesta quinta-feira que considera “um assunto bilateral” o conflito entre Argentina e Reino Unido pelo controle das ilhas Malvinas. O declaração foi feita após reportagem do “The Times” revelar que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, planeja o envio de tropas para o território no Atlântico Sul.

Apesar de não querer se envolver na questão, o porta-voz da secretaria geral da União Europeia afirmou que o arquipélago aparece como dependente a um “estado membro” nos tratados europeus.

Mais cedo, o “The Times” revelou que Cameron aprovou um plano de contingência que aumenta o efetivo militar na região após discussões sobre a agressividade da retórica do governo de Cristina Kirchner. Na quarta (18), o primeiro-ministro acusou a Argentina de “colonialismo” por reivindicar a soberania sobre as ilhas.

Em resposta, o ministro do Interior argentino, Florencio Randazzo, afirmou que as declarações foram “ofensivas, especialmente se tratando de Reino Unido”. “A história mostra claramente qual foi sua atitude frente ao mundo”.

DISPUTA

A soberania sobre as ilhas é disputada desde 1833 entre os dois países. Em 1982, a junta militar que governava a Argentina decidiu ocupar o arquipélago e provocou uma guerra, que foi ganha pelo Reino Unido e provocou centenas de mortes e graves consequências econômicas para os sul-americanos.

Os britânicos planejam enviar em breve novo efetivo à ilha da Ascensão, no oceano Atlântico, para garantir a segurança nas Malvinas. O jornal informa que o Reino Unido possui quatro aviões de combate na base de Mount Pleasant e algum navio de patrulha.

Há 11 dias, o primeiro-ministro britânico descartou negociação sobre a soberania das ilhas e afirmou que deve manter “vigilância” sobre a decisão do Mercosul de bloquear o acesso marítimo a navios com a bandeira das Malvinas.

Em fevereiro, o príncipe William, segundo na sucessão ao trono britânico, viajará às Malvinas para participar de treinamentos militares de resgate.

Publicado originalmente em Folha.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: