Acidente no Golfo do México Completou 1 Ano e o Congresso Nacional debate os royalties do Petróleo

O acidente que derramou cerca de 700 milhões de litros de petróleo no Golfo do México, nos Estados Unidos, completou 1 ano no dia  20 de abril de 2011. A tragédia começou com  uma explosão na plataforma Deepwater Horizon, da empresa British Petroleum (BP), e provocou um vazamento que se estendeu por quase duas semanas, e provocou o maior desastre ecológico da história dos Estados Unidos.  A British Petroleum (BP), responsável pelo acidente, se prepara para explorar áreas no Brasil. A companhia inglesa está em processo final de qualificação para se tornar operadora no País.

Hoje, os informes dão conta de que o no Cogresso Nacional  ocorre intenso debate buscando a justa distrubuição da riqueza gerada pela exploração petrolífera na Plataforma Continental brasileira. Pessoalmente entendo que está tudo errado. Recursos nacionais (Plataforma Continental) deveriam ser Federais. Mas não acredito que isto seja central.

Espero que nossos Legisladores e Governantes não tenham esquecido que a Industria Petrolífera não gera como único resultado os dividendos da atividade economica. Não faltam exemplos da responsabilidade e dos riscos inerentes da atividade. O fortalecimento da PETROBRÁS em detrimento do entreguismo às multinacionais bem como o compromisso nacional de todos os que ora debatem a participação nos royalties do petróleo na defesa da vida e patrimônio natural brasileiros, não podem ser esquecidos.

As fotos abaixo foram originalmente publicadas por Especiais IG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: