Mercado de trabalho está à procura de quem tem mais de 50 anos

Há vagas nos setores de serviços e na indústria. Paciência e experiência são características mais valorizadas

por G1

Quando experiência é o que conta as empresas vão atrás de candidatos mais velhos. No ano passado mais de meio milhão de vagas foram geradas para quem têm entre 50 e 64 anos de idade.A contadora Iracelma de Oliveira, de 55 anos, lembra de uma característica importante dos candidatos desta idade. “A gente tem mais paciência, vamos aos poucos e sabemos que vai dar certo”.

Paciência é o que busca uma rede de supermercados em Curitiba. Dos 32 mil funcionários, quase três mil tem mais de 45 anos de idade. Eles ocupam as mais variadas funções, de acordo com as habilidades de cada um e são contratados principalmente porque têm mais experiência, são mais gentis, mais atenciosos com clientes, sabem conquistar os consumidores. O salário médio gira em torno de 700 reais, mais benefícios, como vale transporte e plano de saúde

Em Bauru, no interior de São Paulo são as indústrias que estão contratando profissionais com mais de 50 anos de idade. Uma fábrica de peças para usinas de álcool e açúcar tem 11 funcionários com essa faixa etária. Até o final do ano, as contratações vão aumentar, principalmente porque esses trabalhadores têm qualidades muito valorizadas no mercado de trabalho.

“Eles têm comprometimento, responsabilidade, uma bagagem que pode ser passada para outras pessoas mais jovem. Isso é importante para a empresa”, avalia Susana Pontes Artioli, assistente social da empresa.

O momento é bom para quem tem mais de 50 anos, por outro lado é preciso se preparar quando se está há muito tempo longe do mercado. Em muitas vagas, independente da idade, a disputa acontece com outros candidatos até mais jovens.

Por isso, é importante preparar um currículo diferenciado e treinar bastante para a entrevista de emprego. Silvia, de 50 anos, trabalhou durante 21 anos como secretária executiva e há dois procura emprego em São Paulo. Para dar um empurrãozinho na busca de uma vaga, Silvia procurou ajuda.

A consultora Juliana Almeida Dutra lembra que ela precisa chamar mais a atenção para o currículo. “É importante falar de si, mas dentro daquilo que a vaga te pede, esse é o foco sempre”, orienta a diretora executiva da Deep.

Currículo para quem tem mais de 50 anos:

– três páginas bastam
– use parágrafos curtos.
– escreva qual o seu objetivo em relação a vaga.
– destaque as experiências profissionais.

Entrevista:

– fale de você.
– conte ao entrevistador como solucionou conflitos nas empresas onde trabalhou e situações embaraçosas.
– mas cuidado com o excesso de confiança.

“Elas tentam falar tanto sobre aquilo que elas já fizeram, que parece até um pouco de arrogância para o selecionador. Eles na verdade querem ouvir a experiência que tenha a ver com a vaga. A impressão que pode dar é que o que ele faz e fez, é melhor do que a empresa espera que ele faça agora”, explica a consultora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: