Ponte domina o jogo e supera Americana por 1 a 0 na segunda vitória seguida no Majestoso. Próximo jogo vale 6 pontos.

É a quarta vez seguida que a Macaca vence no Paulistão, competição na qual time está invicto há nove partidas

Em partida realizada na noite deste sábado (05), a Ponte Preta venceu o Americana por 1 a 0. O gol foi marcado por Éverton Santos, de cabeça, após cobrança perfeita de escanteio de Mancuso. Com o resultado, a Macaca chegou a nove jogos de invencibilidade no Paulista – esta foi a quarta vitória seguida e segunda no Majestoso – e permanece na sexta posição no G8, no entanto está apenas um ponto abaixo do 3º, 4º e 5º colocados e abriu uma distância de quatro pontos em relação ao sétimo.
A equipe da Ponte terá folga neste domingo (06) e retoma os trabalhos na segunda-feira  com o treino já visando à partida da próxima quarta-feira (09) contra o lider Corinthians no Pacaembu pela 12º rodada do Paulistão 2011.
O Jogo
A partida começou com a Ponte Preta indo para cima, enquanto o Americana se defendia. Já aos 2 minutos de jogo Mancuso laçou Renatinho pela direita, ele cruzou, mas a zaga afastou. No rebote Renatinho cruzou, mas a conclusão da jogada foi para fora.
Logo depois, Márcio Diogo tabelou com Renatinho, que tocou para Gil. O volante chutou em cima do goleiro. O primeiro lance de perigo dos visitantes do Americana aconteceu aos 12 minutos. Fumagalli bateu falta na área e o goleiro Bruno segurou firme, mesmo com a bola molhada.
Aos 18 minutos, em um bate e rebate em frete a área do Americana a bola sobrou para Renatinho dentro da pequena área. O zagueiro e o goleiro chegaram na jogada e a bola ficou com o arqueiro do Americana. Os jogadores da Ponte pediram pênalti no lance, mas o árbitro mandou seguir.
Aos 22 minutos a Ponte pressionou e teve várias chances de gol, mas a zaga adversária cortou todos os cruzamentos. Aos 25, em um contra ataque para os visitantes, Rafael Chorão cruzou, a zaga da Ponte cortou para trás e quase surpreendeu Bruno, mas o goleiro da Ponte estava esperto para evitar o gol contra.
Aos 28, Josimar tocou para Gil na entrada da área, ele bateu em cima da zaga. Após o escanteio, Ferron bateu de cabeça com perigo, mas a bola passou por cima do gol. Aos 33 minutos o árbitro Marcelo Rogério expulsou o técnico Gilson Kleina. Ele alegou que o técnico reclamou em excesso da marcação e Gilson declarou que estava apenas questionando a marcação de uma reversão no lateral cobrado por Guilherme. A partir daí, a Ponte passou a ser comandada pelo preparador físico William Hauptman.
Aos 40, Guilherme fez jogada pela direita, Gil bateu em diagonal e a bola saiu para escanteio. Aos 46 minutos a Ponte chegou com tudo. Everton tentou marcar e o goleiro espalmou. No rebote Gil bateu bem, mas o goleiro mandou para escanteio. Mancuso cobrou com perfeição e encontrou Everton Santos, que desviou de cabeça e abriu o placar para a Ponte aos 47 minutos: 1 a 0.
Para o segundo tempo a Ponte Preta entrou com Renan no lugar de João Paulo. Assim como no 1º tempo, a Macaca começou pressionando. Aos 2 minutos a zaga do Americana furou a cabeçada, a bola sobrou com Everton Santos. Ele chutou, mas o goleiro adversário agarrou.
Aos 5 minutos Márcio Diogo recebeu na área, girou e bateu para fora com perigo. Aos 14 minutos a Ponte tirou Renatinho e colocou Ricardinho. O Americana saiu em busca do empate e, aos 16, Luiz Felipe chutou forte e o goleiro Bruno fez grande defesa.
Aos 18 minutos a Ponte quase ampliou o placar. Renan tabelou com Márcio Diogo e enfiou para Everton Santos no meio da área, mas o atacante bateu para fora. Um minuto depois, Ricardinho saiu no contra ataque rápido pela esquerda, entrou sozinho na área e chutou pela direita do gol.
Aos 23, Mancuso bateu falta perigosa e o goleiro do Americana saiu do gol e cortou de soco. Dois minutos depois Márcio Diogo cruzou na área, o zagueiro do Americana cabeceou para trás e obrigou seu próprio goleiro a se esforçar para salvar o lance.
Aos 30 minutos Ricardinho fez jogada rápida pela esquerda, tabelou com Márcio Diogo e cruzou na área. Márcio Diogo tentou o chute desequilibrado e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 32, Gil chutou forte da entrada da área e goleiro espalmou, no rebote Márcio Diogo pegou firme na bola, mas o arqueiro adversário fez bela defesa novamente.

O Americana só voltou a levar perigo à Ponte aos 34, quando Fumagalli bateu falta da intermediária e o goleiro Bruno pegou bem. A Ponte promoveu a última alteração na equipe aos 37 minutos. Márcio Diogo saiu e Lucas entrou.  Aos 44, Gil bateu forte da intermediária e o goleiro fez boa defesa. Aos 48, Fumagalli bateu falta perigosa, mas o goleiro Bruno pegou com firmeza. Após a batida o juiz apitou fim de jogo: Ponte 1 x 0 Americana.

Leia também: ingressos para Corinthians e Ponte são vendidos só em São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: