Sem grana, Gabeira mandou uma banana para Serra.

http://fatosnovosnovasideias.wordpress.com/arteemanha/

Francisco Barreira

Nesta  segunda-feira  (2-8) o verde  Fernando Gabeira ficou vermelho de raiva e disse com todas as letras: “Estou pronto para dar uma banana para eles”.Entre estes  “eles” está incluído José Serra.

Agora, vejamos a razão do destempero: em baixa do IBOPE, Gabeira está sendo abandonado por  prefeitos e políticos importantes dos partidos aliados que preferem apoiar, por baixo do pano, a reeleição do governador Sérgio Cabral que deverá levar esta já no primeiro turno. Mas isto é o de menos. O que  fez o candidato, símbolo da ética burguesa na política, ficar  fora de si, foi a notícia de que não receberia mais a grana alta, prometida  pessoalmente por Serra, para  bancar os custos dos programas do horário gratuito na TV.

Não é segredo para  ninguém que Gabeira e  Alfredo Sirkis, os dois  manda-chuva do PV  haviam convertido o palanque  da sigla no Rio, em  balcão, onde se  negociou,  a céu aberto, uma vaguinha.

 E tudo ia bem.  O PSDB prometeu o envio de uma cifra substancial e a dupla Gabeira/ Sirkis  declarou-se  serrista desde criancinha, fingindo  que nem  possuía, em seu partido, uma candidata  à presidência da república, Marina Silva, até então, uma gata borralheira.

Vai daí que, como nos contos de fada, Marina arrumou um noivo, digo um vice, de  dois bilhões  de dólares, o Príncipe encantado da Natura. Transformada em Cinderela,  a ex-lutadora da floresta, recebeu  espaço na Globo  e  o apoio de  verdes  de araque  como a Míriam Leitão. Foi quando  cresceu o olho grande  dos  donos do balcão.

Não satisfeitos com  os adiantamentos do dono da Natura, um bobo alegre, os donos do balcão, Gabeira e Sirkis,  partiram  para cima de Serra,  decididos a arrancar mais algum, agora que o palanque verde estava valorizado.

Foi quando assistimos, há coisa de um mês atrás, a uma cena grotesca:  na festa de lançamento oficial de sua  campanha (a homologação dos candidatos), O PV  submeteu Serra, seu antigo patrono, ao vexame de  aguardar, na  porta,  a saída de Marina, para só então entrar no recinto. Não era conveniente que ambos  fossem vistos juntos, embora mais tarde, separadamente,  fossem filmados com Gabeira ,  todos cínicos e sorridentes.  Era a avacalhação definitiva.

Agora, porém, o comando  nacional da campanha tucana,  resolveu  dar  o território fluminense  como definitivamente perdido para o inimigo. Ou se, não vale mais  a pena investir tempo e dinheiro no Rio. Além disso,  a grana já está ficando curta para o próprio Serra. Então,  O PV foi comunicado que seu mensalinho seria suspenso. Sobrou para Gabeira dar uma banana e ele deu.

Eu acho que consigo entender o Gabeira e o Sirkis: quando eram guerrilheiros (valorosos  guerrilheiros , aliás) eles não  levavam  a sério a moral burguesa. Depois, grisalhos e barrigudos, aburguesaram-se, mas  continuaram não levando a moral burguesa a sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: